Notícias sobre os perigos de falar com alguém que se conheceu online são espalhadas nas mídias sociais para alertar as pessoas, especialmente as mulheres, para que evitem fazê-lo. Mas não importa quantos avisos e casos tenham sido relatados, ainda existem alguns que não podem deixar de ser tentados e fazer amizade com estranhos e até mesmo conhecê-los pessoalmente.

Foi exatamente o que aconteceu com uma jovem de 19 anos, que passou os piores momentos de sua vida após conhecer pessoalmente um homem com quem ela trocava mensagens de texto pelo Facebook. A jovem foi espancada, mantida em cárcere privado e, como se não bastasse a tamanha crueldade com a vítima, foi estuprada com a ajuda da mãe do homem.

Entenda como tudo aconteceu

A Polícia está investigado o estupro de uma jovem que aconteceu na noite da última quinta-feira (23), em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá (MT). O estupro aconteceu após a vítima conhecer um rapaz de 25 anos, pela rede social Facebook. Porém, no decorrer da conversa com o acusado, a mulher concordou em conhecê-lo homem pessoalmente.

De acordo com a vítima, o acusado chegou em sua residência na companhia da mãe e de um idoso, em uma caminhonete, para buscá-la. A jovem disse que foi levada até a casa do acusado.

Na residência do suspeito, a vítima, que não se sentiu à vontade no lugar, pediu para o homem levá-la de volta para casa. Neste momento, o homem se recusou. Com isso, a jovem pediu ajuda para a mãe do rapaz, que impediu que ela saísse da casa.

Em seguida, a adolescente foi levada até um quarto da residência pela mãe do acusado, saindo em seguida. Após algum tempo, o homem entrou no quarto já espancado a vítima e a ameaçando de morte, caso ela não tivesse relações sexuais com ele.

Segundo o que consta no depoimento da vítima, o seu agressor cometeu o crime com o apoio da mãe. A jovem disse que teve suas roupas íntimas rasgadas pelo indivíduo.

Em seguida, foi estuprada severamente pelo acusado. Em certa ocasião, a mãe do acusado chegou a segurar em sua mão para que ela não pedisse por socorro a uma viatura da polícia que passava pelo local.

Informações repassadas pela polícia apontam que a mãe da vítima foi quem acionou a polícia, logo após receber uma mensagem da filha com a localização de onde estava sendo mantida em cárcere privado por aproximadamente 19 horas.

A mulher foi regatada pela polícia na manhã de sexta-feira (24), em uma casa localizada no bairro Jardim Panorama. A mãe do acusado, que tem 49 anos, foi presa, mas ele conseguiu fugir do local antes da polícia chegar. Na residência, policiais encontraram drogas, e as roupas da vítima que foram escondidas pelos acusados.

A polícia informou que o acusado tem várias passagens pela polícia por furto e atua como traficante de drogas na localidade, assim como a mãe dele. O caso continua sendo investigado.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!