Desde quando o Brasil se tornou república que há relatos de problemas de desigualdade social. Mas isso não é exclusivo do nosso país. No mundo todo existem pessoas que não tem o básico para viver, não tem acesso à saúde e educação com qualidade e vive de forma precária. Por isso, a importância de projetos sociais que trabalhar para fazer com que pessoas que estão na linha da pobreza, ou até mesmo abaixo dela tenha o mínimo das condições para viver.

Contudo, a ajuda que os governos prestam para esses projetos sociais, principalmente se não forem plataformas políticas, ou seja, programas do próprio governo, é 0 ou quase isso. É ai que a ajuda de empresas, instituições e organizações não governamentais entra na história.

Vamos destacar algumas delas e conhecer um pouco da atuação de cada uma.

Natura

O Movimento Natura surgiu da ideia de uma necessidade de apoiar a responsabilidade social das consultoras da empresa.

Muitas delas já trabalhavam com projetos sociais. Sendo assim, foi criada uma plataforma aberta também para apoiar o público em geral que tenha também tivesse uma iniciativa transformadora e quisesse colocá-la em prática.

A plataforma Movimento Natura busca valorizar e impulsionar essas iniciativas, por meio de conexões. Sempre focando em abrir espaço para divulgação dessas histórias, aproximar as pessoas e realizar a captação de voluntários.

Hoje a plataforma conta com 2.650 voluntários cadastrados e mais de 20 iniciativas em andamento.

Azul

Através da Gincana Solidária, a Companhia Aérea Azul organizou um evento para estimular ações de cunho solidário e de cidadania em comunidades espalhadas pelo Brasil. O objetivo era fazer com que os convidados montassem equipes e escolher instituições que gostariam de ajudar e como fariam isso. A partir daí o convidado faria a inscrição no Portal Voluntariado da Azul.

20 equipes foram selecionadas através de sorteio.

Cada uma delas recebeu uma ajuda de custo de R$ 500 para a realização de atividades que visassem a promoção da campanha criada.

Ao final de toda essa Gincana, as três melhores equipes ganharam prêmios de R$ 3000, R$ 2000 e R$ 1000, para primeiro, segundo e terceiro lugar, respectivamente, e esse valor foi destinado às instituições destacadas.

C&A

O Prêmio Voluntariado, realizado anualmente, busca reconhecer e compartilhar as práticas criadas e desenvolvidas pelos voluntários do Instituto C&A durante todo o ano.

A participação de voluntário se inicia com a inscrição no portal do Prêmio. A partir daí, acontece um jogo de quatro etapas. A cada etapa, eles recebem selos de reconhecimento e são avaliadas a partir de seu engajamento.

Na edição de 2014, por exemplo, os voluntários produziram o saldo de 1.221 ações realizadas em 92 ONGs em todo o país.

Aproveita para saber um pouco mais sobre o Marco Regulatório do Terceiro Setor e o que muda com a medida.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo