Uma mulher procurou uma delegacia de Polícia na terça-feira (13), em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital de Goiás, para registrar uma queixa contra o companheiro de 61 anos. Conforme consta no boletim de ocorrência, Ilda Helbingen disse que ele estava abusando de sua filha de 12 anos.

Segundo a mulher, ela estava desconfiada que o companheiro atacando a filha devido seu comportamento fora do normal com a enteada. Com isso, resolveu gravar vídeos na intenção de flagrar o crime.

Publicidade
Publicidade

A mulher conseguiu gravar dois vídeos que mostram com clareza o homem cometendo os abusos.

Os vídeos

O primeiro vídeo tem uma duração de 30 segundos. A vítima aparece na cozinha fazendo um lanche. Em seguida, o suspeito aparece e começa a tocar nas partes íntimas da menina. O homem aparece nas imagens desconfiado e olha de um lado para outro. Mesmo assim, os abusos continuam.

Em determinado momento do vídeo, o suspeito levanta a camiseta da menina e toca nos seios da adolescente.

Em seguida, nas partes íntimas da vítima. Depois, saiu do local desconfiado.

O segundo vídeo tem uma duração de apenas 18 segundos. Nas imagens, o homem já aparece sentado em uma cadeira acariciando as partes íntimas da menina, que não demonstra nenhuma reação durante os abusos. Porém, durante a agressão o sujeito sempre fica olhando de um lado para outro.

Filhos de outro casamento, Ilda disse que é mãe de quatro crianças e todo moram com ela o e suspeito dos abusos.

Publicidade

Mãe suspeita que a filha estava sendo vítima de violência sexual

A mãe da menina começou a desconfiar dos abusos após perceber que o ex-companheiro começou a dar vários presentes para a filha. Porém, para os outros filhos o homem não comprava nada. Ilda revela que ficou muito chocada e nunca pensou que ele seria capaz de cometer esse tipo de crime.

A mãe da menina fez as gravações na segunda-feira (12). Durante as filmagens, ela estava na casa de uma vizinha.

Após checar as imagens, ela descobriu os abusos e confrontou o homem.

O suspeito confessou o crime, mas alegou que foi um deslize de sua parte e isso não iria mais acontecer. O casal teve uma discussão, e Ilda pediu para o acusado sair de casa. Ela também questionou a filha sobre os abusos que ela vinha sofrendo.

A adolescente disse que já estava sendo abusada pelo homem há algum tempo, mas não soube dizer a data exata de quando os ataques começaram.

Publicidade

O caso está sendo investigado pela polícia da cidade. O suspeito de ter cometido crime está foragido.

Leia também

Mulher virgem de 29 anos revela para o mundo que está grávida

Homem assassina a namorada e grava vídeo dela agonizando antes de morrer

Leia tudo