O estudante de Engenharia e motorista do aplicativo Uber, Paulo Junior da Costa, de 22 anos, foi encontrado morto nesta sexta-feira (4), na cidade de Laguna, em Santa Catarina. Ele havia desaparecido na noite de ano novo, na cidade de Guaíba, no Rio Grande do Sul. Dois homens, suspeitos de terem cometido o assassinato, foram presos. O corpo estava parcialmente enterrado em um terreno no bairro Barcelona.

Novos detalhes serão esclarecidos pela Polícia Civil em entrevista ainda na tarde desta sexta-feira.

Publicidade

Um dos acusados pelo crime teve a prisão temporária decretada enquanto que o outro foi preso em flagrante e responderá por homicídio e ocultação de cadáver. O veículo do estudante havia sido localizado na quinta-feira (3).

O desaparecimento

Paulo estava desaparecido desde a virada do ano, quando disse para a namorada, por meio de uma mensagem de WhatsApp, que estaria fazendo uma corrida até a cidade de Pelotas. A distância da cidade, cerca de 230 quilômetros de Guaíba – o que dá três horas de viagem -, causou estranheza nos familiares.

Segundo sua mãe, Neiva Amador, o teor da mensagem também chamou a atenção, uma vez que haviam muitos pontos entre as palavras. “A mensagem que ele enviou para a namorada não tinha sentido”, disse. Além disso, haviam erros de português, o que não condiz com um estudante de engenharia, observou a mãe. Os familiares também acharam incomum o fato dele não se ausentar de festas familiares e também fazer corridas em longas distâncias.

Entre 21h30 e 22h, o pai do estudante ligou para ele para saber de sua localização.

Publicidade

O jovem respondeu que estava voltando para casa e após isso não entrou mais em contato. Temorosos e cansados de esperar, os familiares e amigos se dividiram em grupos e passaram a procurá-lo.

Um grupo e dirigiu até um posto de gasolina, perto de um pedágio desativado de Eldorado do Sul. Eles questionaram os frentistas se haviam visto Paulo e eles responderam que o estudante esteve por lá por volta das 20h, mas não souberam dizer se ele estava acompanhado. A polícia deverá solicitar as imagens deste posto.

Apesar da suposta mensagem endereçada a namorada ter dado conta que Paulo faria uma corrida até Pelotas, os registros do aplicativo apontam que a última corrida feita por Paulo foi de Porto Alegre com destino a Santo Antônio da Patrulha, no Litoral Norte. Esse último registro foi por volta das 18h. Depois disso não houve mais registros nem do motorista e também do veículo.