Um motorista de caminhão, que conduzia o veículo por várias horas após fazer uso de cocaína, foi preso nesta terça-feira, na BR-116, na altura do município de Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba, no Paraná. A forma imprudente e perigosa como ele dirigia chamou a atenção dos motoristas, que comunicaram a Polícia. O rapaz, de 23 anos, foi capturado após 63 quilômetros de perseguição.

De acordo com informações passadas pela Polícia Rodoviária Federal, o motorista havia saído de Caxias do Sul com destino a São Paulo, onde entregaria uma carga de batatas na Ceagesp, em uma viagem de aproximadamente mil quilômetros. No momento da detenção, a viagem já durava 14 horas.

Publicidade

Usou cocaína

O homem preso confessou que antes de iniciar a viagem consumiu cocaína, do qual é usuário há dois anos. Ele justificou a fuga dizendo que estavam tentando roubá-lo, porém os policiais acreditam que ele tenha dito isso ainda por estar sob o efeito do entorpecente. Em São Paulo, alguns motoristas disseram que o uso de cocaína é comum entre os motoristas mais jovens.

A perseguição começou por volta das 12h20, após motoristas, ao passarem por uma ronda na Rodovia Régis Bittencourt (BR-116), no sentido São Paulo, apontarem para um caminhão que dirigia de forma perigosa, fazendo zigue-zague na pista, na altura do km 25, além de fazerem os veículos saírem da pista ou frear de forma brusca.

Viaturas da Polícia Federal foram interceptar o veículo, porém o motorista se mostrou hostil também contra os policiais, bloqueando a passagem das viaturas por várias vezes e desobedecendo ordem de parada. Após 16 quilômetros, o motorista do caminhão fez um retorno e passou a seguir em direção a Curitiba.

Como a ordem de parada não foi obedecida, os policiais atiraram no pneu do caminhão, estourando cinco deles, porém a fuga prosseguiu e foi preciso pedir o apoio para um helicóptero. O motorista só foi detido no km 56 da rodovia, quando os policiais fizeram um bloqueio.

Publicidade

O motorista ainda tentou fazer o retorno, mas seu veículo parou no canteiro central. Ninguém se feriu na ação.

O caminhoneiro preso em flagrante e autuado em sete infrações de trânsito, dentre elas dirigir ameaçando os outros veículos, dirigir sob o efeito de substância psicoativa, demostrar manobra perigosa, não dar passagem para o veículo policial. Ele pode responder em liberdade, desde que pague fiança no valor de R$ 8 mil. O caminhão está retido no pátio da Polícia Rodoviária Federal.