Um acidente de helicóptero vitimou o jornalista Ricardo Boechat no início da tarde desta segunda-feira, 11 de fevereiro, em São Paulo. A aeronave na qual se encontrava o apresentador do "Jornal da Band" acabou caindo na rodovia Anhanguera e bateu na dianteira de um caminhão que transitava pelo local.

Boechat, que tinha 66 anos, estava em Campinas, no interior do estado, onde deu uma palestra e estava retornando para a capital quando o acidente aconteceu.

Apresentador do Jornal da Band e da Rádio BandNews FM morre em acidente de helicóptero

Boachat, que além de apresentador do "Jornal da Band" também fazia um programa de rádio na mesma emissora e era colunista da revista IstoÉ, acabou perdendo a vida em um acidente que ocorreu logo após o meio-dia dessa segunda-feira.

Publicidade

Segundo informações do G1, um pedido de socorro foi feito às 12h14min. O helicóptero, modelo Bell Helicopter, fabricado em 1975, caiu nas proximidades do quilômetro 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco.

Além do jornalista, também morreram o piloto e copiloto da aeronave. O motorista do caminhão atingido na queda do helicóptero também teve ferimentos e foi socorrido no local.

Conforme matéria publicada pelo G1, o resgate das vítimas foi feito por cerca de 11 viaturas que se deslocaram até o local, que precisou ser interditado na altura do acesso do Rodoanel. As informações foram divulgadas pela Polícia Rodoviária Estadual.

José Luis Datena confirma morte de colega de emissora

Quem confirmou a morte de Ricardo Boechat foi o também apresentador da Band José Luis Datena.

Bastante emocionado, Datena relatou que o jornalista estava entre as vítimas do helicóptero que caiu no Rodoanel em São Paulo, nesta segunda. Segundo o apresentador, infelizmente a aeronave em que o colega estava não chegou ao seu destino, o heliponto da Band, e acabou vitimando "o maior apresentador da TV brasileira", nas palavras do próprio Datena.

Publicidade

Datena ainda ressaltou a importância do colega pela coragem em combater a corrupção e as injustiças no país por meio de seu trabalho como jornalista e ressaltou que aquele é um momento muito triste para o Grupo Bandeirantes de Comunicação.

''A gente se pergunta se era essa a forma de terminar", indagou o apresentador, visivelmente abalado em ter que noticiar a partida do colega de trabalho e de emissora.

Boechat trabalhou nos principais veículos de comunicação do país, dentre eles O Globo, O Dia, O Estado de S.

Paulo.