A investigação sobre os estupros ocorridos dentro do banheiro de uma Escola em João Pessoa, na Paraíba, envolvendo duas crianças teve o inquérito concluído pela Polícia, que investiga outros casos de violência sexual contra outras duas possíveis vítimas. O caso ganhou notoriedade quando três adolescentes foram apreendidos com suspeita de ato infracional. As vítimas dos abusos são todas meninas de até 10 anos de idade.

Publicidade
Publicidade

O colégio Geo Tambaú afirmou em nota que “os alunos e o ex-funcionário acusados não têm mais vínculos com a escola desde o ano passado.” A escola reforçou que mantém mecanismos de segurança e orientação para que casos assim nunca mais ocorram nas dependências.

A delegada Joana D’Arc Sampaio confirmou a participação de um ex-funcionário da escola nos crimes, que em alguns momentos apenas dava cobertura, e em outros participava ativamente dos atos de violência.

Publicidade

A investigação teve inicio em maio de 2018, com a primeira vítima dos abusos. Já a segunda vítima, que confessou em depoimento que participou dos abusos contra a primeira vítima, só foi identificada em dezembro do mesmo ano. Os adolescentes e o ex-funcionário acusados de participar dos abusos prestaram depoimento ainda no mês de meio de 2018. Uma das vítimas ainda relatou em depoimentos que o zelador destravava as portas para cometer os abusos; o homem responde em liberdade com medidas cautelares.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Escola

O Ministério Publico já ofereceu denúncia contra ele por duas vezes, que foram negadas pelo juiz, que acredita que ao longo do processo, com surgimento de novos fatos, a prisão preventiva do suspeito será solicitada novamente.

Após uma mãe receber um aviso da escola que o filho dela estava indo muitas vezes ao banheiro, que começaram a vir à tona os abusos cometidos. Juntamente disso, a criança passou a ter um comportamento agressivo.

Dois inquéritos já foram concluídos, mas outros inquéritos podem ser abertos, caso apareçam novas vítimas. Três adolescentes foram presos. O quarto adolescente suspeito ainda não foi localizado. Uma audiência já foi marcada, e, a partir dela, pode vir uma decisão nova do juiz sobre o fato.

Conduta da instituição será investigada

A conduta da escola será investigada por possível negligência da escola, sendo que o colégio deveria exercer a vigilância de seus alunos.

Publicidade

O objetivo será avaliar se existem mecanismos de proteção e fiscalização por parte da escola a respeito de seus alunos. E ainda se após as denuncias a escola tomaria medidas para evitar a violência nas suas dependências.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo