A Polícia Civil de Pernambuco prendeu um homem em flagrante na última quinta-feira (7) no município de Pombos, na Zona da Mata, suspeito de ter estuprado a própria sogra de 101 anos de idade. De acordo com os policiais, a filha da vítima teria instalado câmeras de segurança pelo imóvel onde eles morava. Uma das câmeras, instalada no quarto que pertence à idosa, teria registrado toda a ação do agressor. Depois de analisar as imagens e ter certeza do que ocorria com a mãe, a filha da vítima procurou a polícia e realizou uma denúncia formal. Depois de relatada a denúncia, os agentes foram imediatamente ao encontro do agressor, que na presença dos agentes confessou os crimes praticados.

Filha da vítima já estava desconfiada dos abusos

As cenas de violência foram registradas pelas câmeras na manhã da última quinta-feira (7). Horas depois o homem já se encontrava detido pelos agentes. Em depoimento a polícia, a filha da senhora agredida mencionou que vivia com o homem há mais de 20 anos e ficou desconfiada que os abusos estariam acontecendo, e por isso mandou instalar as câmeras para tentar registrar algum ato libidinoso por parte do marido contra a mãe.

Ainda de acordo com a filha da idosa, depois e ver as imagens praticadas pelo marido, ela procurou a Delegacia Especializada de Atendimento à mulher em um município vizinho, pois em sua região não existe atendimento policial específico para mulheres que são vítimas de violências.

Mais tarde o homem foi identificado pelos agentes sendo José Bezerra da Silva, de 44 anos de idade, e foi localizado pelos agentes em seu local de trabalho. Na hora da abordagem dos policiais não esboçou nenhuma resistência à prisão.

De acordo com a polícia, ele será autuado pelo crime de estupro de vulnerável e foi encaminhado para uma audiência de custódia, mas de acordo com o Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco já teve sua prisão em flagrante convertida em prisão preventiva nesta sexta-feira (8) e já foi encaminhado para uma unidade penitenciária da região de Zona da Mata.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!