Em São Roque (SP), na última quinta-feira (4) por volta de 21 horas, um garoto de apenas 5 anos de idade foi assassinado pela própria irmã. O corpo de Maicon Aparecido da Silva Roque foi encontrado com o órgão genital decepado, com os olhos furados e com várias velas o cercando.

O crime foi registrado na delegacia da cidade e a suspeita foi presa em flagrante. Entretanto, nesta sexta-feira (5), durante uma audiência de custódia a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva.

De acordo com a Polícia local, Karina Aparecida da Silva Roque, irmã da vítima, confessou o crime. Ela disse à polícia que convidou seu irmão para ir ao quarto dela para brincar e em seguida o matou por asfixia.

Karina também confessou ter furado os olhos do irmão e decepado seu órgão íntimo.

Agora a equipe de investigação policial trabalha com a hipótese de a criança ter sido morta durante um ritual de magia negra. Ainda de acordo com a polícia, a suspeita decidiu queimar o celular.

Karina deve ser submetida a exames para tentar descobrir se ela estava sob o efeito de produtos entorpecentes.

Quem descobriu o ocorrido foi Daniela da Silva, mãe da vítima e da principal suspeita de ter cometido o crime. Quando a mulher chegou em casa, se viu impedida de entrar e entrou em contato com um cunhado para que ele pudesse ajudá-la. O cunhado foi até a casa e arrombou a porta. O garoto, de apenas cinco anos, foi encontrado morto, com sinais de tortura e cercado por velas.

Com a chegada da família Karina tentou correr, mas foi contida pelo tio, que conseguiu alcançá-la. Ela então o atingiu como uma pedrada e tentou fugir novamente, mas foi impedida pelo cachorro da família que avançou na jovem. Após o tio conseguir conter a moça, a polícia foi acionada e se encaminhou até o local para prendê-la em flagrante.

Homicídio qualificado e consumado

A jovem irá responder a um processo por homicídio qualificado e consumado pelo assassinato do irmão de 5 anos e também por maus-tratos e tentativa de homicídio contra o próprio tio.

Família presta esclarecimentos à polícia

Em esclarecimento à polícia, a família de Karina afirma que os irmãos sempre tiveram uma boa relação e que ela sempre demonstrou muito amor pelo pequeno.

A filiada da Globo, TV Tem, através do programa jornalístico 'Tem Notícias', noticiou o caso e classificou o crime como "brutal". O repórter ainda diz que, devido a gravidade do acontecimento, seria até difícil desejar "boa tarde" para sua colega de trabalho.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!