Em dois anos a vida de Cassimiro Gonçalves Neto mudou em muitos aspectos. O homem de 39 anos teve desentendimentos com a família, acabou terminando o noivado, perdeu o emprego e por fim teve que ir morar em um abrigo público na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais. Mesmo durante este período difícil, Cassimiro realizou o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e conseguiu passar no curso de engenharia mecânica da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Em entrevista ao G1, Cassimiro revelou sua felicidade com o feito.

Publicidade

Segundo ele, foi uma coisa maravilhosa isto que aconteceu em sua vida e que todo seu esforço para que isso acontecesse garantiu que o sonho fosse realizado. Ele contou que no momento em que estava prestando a prova do Enem chegou a pensar que não era para ele estar ali naquele momento.

A unidade de acolhimento Professor Fabio Alves é onde Cassimiro mora com mais 37 homens. O local é administrado pela Prefeitura de Belo Horizonte e fica localizado no bairro Carlos Prates, na região centro-sul. O abrigo tem como finalidade dar apoio a pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social e em situação de rua.

No quarto em que dorme, Cassimiro ficou com a parte de cima de uma cama beliche, entre outras quatro que estão no mesmo quarto. Ele brincou dizendo que o homem que dorme embaixo tem coragem de dormir embaixo dele, pois ele é homem pesado. Há dois anos, seu trabalho era como técnico em mecânica, e além de uma casa, ele também tinha uma noiva. Ele conta que teve uma briga com a mãe e entrou em depressão, o que fez com que começasse a beber. Depois disso ele relata que sua vida foi movida por azar.

Publicidade

E na sequência dos fatos que culminaram em Cassimiro morando no abrigo, ele perdeu a noiva e fez uma tentativa para ir morar com suas irmãs no interior, mas não obteve sucesso. Ele conta que não aparecia em seu trabalho, e dessa forma acabou perdendo-o, assim como os amigos.

De volta aos estudos

Ainda sobre sua situação antes de parar no abrigo, Cassimiro conta que vendeu todos seus móveis e eletrodomésticos e acabou ficando sem condições de pagar o aluguel da casa em que morava. Ele relembra que acabou ficando sem nada neste momento difícil de sua vida.

E foi assim que ele procurou ajuda da assistência social da prefeitura e acabou indo morar no abrigo em que se encontra atualmente. Já no local, ele decidiu que voltaria a estudar, e foi assim que ingressou no programa EJA (Educação de Jovens e Adultos). Com incentivos de professores, ele resolvei que prestaria o ENEM.

Em todo tempo livre que Cassimiro conseguia, ele ia até a biblioteca e estudava. Sempre ia até a Biblioteca Pública Estadual Luis de Bessa, que fica na Praça da Liberdade. Ao ser transferido para a unidade em que mora atualmente, ele se deparou com um folheto a respeito de um concurso público e resolveu se inscrever.

Publicidade

Ele relatou que começou a gostar dos estudos agora como adulto, que quando criança não gostava e se tratava de um sofrimento ir para a escola. O homem pretende agora reatar seus laços com os três filhos, mas reconhece que se trata de um processo. Ele pretende também no momento conseguir conquistar a sua casa própria novamente.