Na última segunda-feira (17), o jornalista Jony Torres, da TV Bahia, afiliada da Globo, foi preso por dois homens no porta-malas do seu carro. Após prenderem o jornalista, os criminosos atearam fogo no veículo.

Jony relatou que estava dirigindo por uma estrada em Aracajutiba, cidade localizada a 184 km de Salvador, e foi abordado por assaltantes. Na ocasião, o jornalista estava voltando da fazenda de seu sogro, localizada em Esplanada.

Publicidade
Publicidade

Ele passava por uma estrada de barro e precisou diminuir a velocidade. Foi nessa ocasião que os assaltantes interceptaram o seu veículo e o abordaram.

De acordo com o relato do jornalista, como ele não tinha um telefone celular na ocasião, os criminosos resolveram matá-lo.

Em uma entrevista concedida ao jornal Correio, Torres afirmou que os assaltantes estavam em uma moto quando pararam o seu carro.

Publicidade

Enquanto o jornalista era abordado, um dos criminosos – que, de acordo com o relato de Jony Torres, parecia ser adolescente – o reconheceu, mas pensou se tratar de um policial.

Quando pediu que os criminosos tivessem misericórdia e alegou que tinha dois filhos ainda pequenos, Jony ouviu de um dos assaltantes que ele também não teve um pai para criá-lo.

Entretanto, ainda que as violências físicas tenham acontecido, o jornalista ressaltou que as agressões psicológicas realizadas pelos bandidos foram mais pesadas. Ele também apontou que ambos pareciam estar sob o efeito de bebida alcoólica e de entorpecentes.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Fuga pela porta traseira

Após abordarem Jony Torres, os assaltantes entraram em seu carro e apontaram uma arma para a sua cabeça. A dupla pretendia roubar o celular do jornalista, mas ele não estava com o aparelho, que havia sido deixado na fazenda de seu sogro. Então, os homens roubaram cerca de R$ 400 que estavam na carteira de Jony e o trancaram no porta-malas do veículo.

Após trancarem o jornalista, os assaltantes atearam fogo no carro.

Foi possível que Jony escapasse da situação graças a um dispositivo localizado no porta-malas do carro, que permite que o banco traseiro do veículo seja abaixado. Dessa forma, ele conseguiu entrar novamente no carro e sair pela porta traseira.

Após escapar, Jony Torres se escondeu em um matagal próximo ao local onde o seu carro estava e permaneceu lá até se certificar de que de os bandidos haviam deixado a cena do crime.

Publicidade

Posteriormente, ele foi até a delegacia de Esplanada para registrar a ocorrência. Investigações estão sendo conduzidas a respeito do crime.

Através de sua conta no Instagram, Jony agradeceu a toda pela solidariedade prestada após o assalto, que ele classificou como o momento mais difícil vivenciado por ele e por sua família.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo