A pequena Yohana Silva, de 9 meses, é a quarta vítima fatal da explosão de um barco, ocorrida no último dia 7, no rio Juruá, em Cruzeiro do Sul, interior do Acre. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu neste sábado (15). A criança, que estava internada no Hospital da Criança, em Rio Branco, não resistiu a duas paradas cardiorrespiratórias.

Sua mãe, Marluce Silva dos Santos, de 38 anos, foi a segunda vítima fatal do acidente e morreu na última terça-feira (11), no Hospital Juruá, no Acre.

Com isso, subiu para quatro o número de mortos por conta o acidente.

Yohana, sua mãe, além do pai e dois irmãos seguiam viagem Marechal Thaumaturgo, também no interior do Acre, em busca de trabalho. José Artemísio da Conceição, de 38 anos, segue internado no Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Já os dois adolescentes, ficaram feridos, mas já receberam alta médica. Um deles fez uma postagem na rede social, onde disse que estava despedaçado. “Agora você está juntinho da nossa mãe e de nossa vozinha!”, escreveu.

Outras vítimas

As demais vítimas são uma mulher e um homem, que morreram em consequência dos ferimentos. Simone Souza Rocha, de 24 anos, morreu no último domingo (9), no Hospital do Juruá, vítima de uma parada cardiorrespiratória. Ela teve entre 80% e 90% da superfície do corpo queimado. Ele chegou a ir para o centro cirúrgico, mas voltou para a UTI.

Na manhã deste sábado (15), morreu Antônio José de Oliveira da Silva, de 33 anos, que estava internado Hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Ele havia ido para Cruzeiro do Sul acompanhar o tratamento de sua mãe que morreu em maio. Abalado, ele decidiu voltar para a comunidade de Restauração, onde vivia, somente na semana passada, justamente quando houve a explosão do barco.

Além dos 14 mortos, outras 16 pessoas seguem internadas, dentre elas o dono da embarcação que, Francisco Luna, de 62 anos. Ele teve 80% do corpo queimado e, segundo informação passada por seu filho, seu estado clínico piorou na última sexta-feira (14). De acordo com a Marinha, a embarcação estava em situação regular.

O acidente

O acidente aconteceu na tarde do último dia 7, quando uma embarcação que transportava passageiros, mercadorias e combustível explodiu no Rio Juruá, em Cruzeiro do Sul. O barco iria para os municípios de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo.

No momento da explosão, o barco era abastecido com cinco mil litros de gasolina. O combustível seria levado em vasilhas para Marechal Thaumaturgo. Segundo informação passada pela Polícia, a explosão foi provocada por uma fagulha que saiu da bateria do motor da embarcação, que tinha 18,50 metros, foi totalmente destruída pela explosão.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo