Uma funcionária que fazia a limpeza de um hospital da cidade de Salto, região de Sorocaba, no interior de São Paulo, encontrou, na manhã desta quinta-feira (13), o corpo de uma criança recém-nascida. Ele estava em uma caixa anexa ao vaso sanitário de um dos banheiros do hospital Unimed Salto/Itu.

A funcionária avisou as enfermeiras que levaram a criança, do sexo feminino, para a emergência, onde as pediatras tentaram reanimá-la, mas sem sucesso. A criança pesava cerca de dois quilos e 800 gramas. De acordo com o Jornal Taperá, de Salto, havia ferimentos na recém-nascida.

Publicidade
Publicidade

Jovem que procurou atendimento pode ser a mãe

Os funcionários do hospital desconfiam que a mãe da criança seja uma adolescente de 14 anos, que havia ficado durante toda a madrugada na instituição passando por atendimento. Um boletim de ocorrência foi aberto e segundo informações contidas nele, essa adolescente alegava estar com dor de barriga, diarreia e teria ido várias vezes ao banheiro onde o corpo da criança posteriormente foi encontrado.

A adolescente, junto com sua mãe, chegou a ser questionada, mas negou que estivesse grávida.

Como ainda se queixava de dor na barriga, a jovem foi examinada e os médicos encontraram uma placenta ainda dentro dela, confirmando que ela havia passado por um parto recentemente. A Polícia foi acionada para ir até o local e a adolescente e sua mãe foram encaminhadas para o plantão policial, onde foi feito um registro de morte suspeita. Após serem ouvidas, as duas foram libertas e o caso seguirá sendo investigado pela Polícia Civil.

Hospital se pronuncia sobre o caso

O hospital Unimed Salto/Itu, onde aconteceu o caso, emitiu uma nota oficial aonde informou que está dando assistência à paciente e sua família e que também está colaborando com as investigações.

Publicidade

O texto informou ainda que o caso corre sob sigilo.

O corpo da recém-nascida foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba para ser submetido a exames que apontarão as causas da morte. O resultado fica pronto em no máximo 30 dias.

Outro caso semelhante aconteceu na cidade

Em dezembro de 2017 um caso semelhante aconteceu em outro hospital da cidade de Salto, quando funcionários que faziam a limpeza do Hospital São Camilo encontraram um feto de aproximadamente cinco meses, do sexo masculino, dentro de um vaso sanitário.

Ainda foram prestados os primeiros socorros e tentada uma reanimação, mas o feto já estava morto. Ele foi encaminhado ao Instituto Médico Legal onde passou por perícia.

A polícia foi chamada e na ocasião buscavam pistas para saber quem eram os responsáveis pela criança. Ainda de acordo com as autoridades, o feto, que pesava 155 gramas, ainda estava dentro do saco amniótico.

Leia tudo