A Polícia Civil do Tocantins iniciou investigações para saber a causa da morte de cinco pessoas da mesma família ocorrido na cidade de Silvanópolis, que fica a 119 quilômetros de Palmas, na região central do estado. Os corpos foram localizados na manhã desta sexta-feira (26) e a suspeita é que o homem tenha assassinado as duas netas, a filha e a mulher e depois tirado a própria vida.

Segundo informações passadas pela polícia militar, vizinhos teriam ouvido ao menos seis disparos de arma de fogo na noite anterior, mas a polícia foi chamada apenas pela manhã.

Ao chegaram no local, o corpo de uma mulher foi avistado e a área foi isolada. Após a chegada da polícia, os policiais entraram no imóvel, onde encontraram os demais corpos.

Ainda de acordo com vizinhos, a família havia vindo de outro estado há aproximadamente três meses e as informações sobre quais seriam as motivações para as mortes ainda são desconhecidas. Informações dão conta que o homem teria chegado em casa nervoso e começado a atirar.

Já uma testemunha relatou que eles eram hippies e vendiam seus produtos em uma praça.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Porto Nacional.

Quem são as vítimas

No período da tarde foram divulgados os nomes das cinco pessoas mortas. Os corpos são de Livingstone Pereira Tavares, de 65 anos, o de sua esposa, Francisca Barros Tavares, de 59 anos, da filha do casal Ruth Barros Tavares, de 27 anos, e os das filhas de Ruth, Jasmim Barros Tavares, de 12 anos, e Milena Barros Tavares, de 8 anos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Relacionamento

Ainda não havia informações sobre velório ou sepultamento.

Uma estudante que está visitando o pai na cidade e que não quis se identificar falou que os moradores da cidade, que conta com cerca de 5 mil habitantes, estão chocados. “Ninguém sabe o que se passa na cabeça de uma pessoa”, disse.

Já outra moradora que também preferiu se manter no anonimato afirmou que as pessoas estão chocadas e sem entender o que aconteceu. “Você dorme e simplesmente acorda com a notícia de que uma família foi assassinada”, relatou.

Menino morto com tiro de chumbinho é sepultado

Foi sepultado nesta sexta-feira (26), em Araguaína, no interior do Tocantins, o corpo do garoto Vinícius Bentos Barreto, de 11 anos. Ele morreu após ser atingido por um tiro acidental de uma arma de chumbinho que encontrou na em um dos quartos da casa dos avós, em Filadélfia, no interior do estado, onde passava férias.

De acordo com a polícia, ele e um primo de 14 anos manuseavam a espingarda de pressão quando houve um disparo acidental.

Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no caminho do hospital. Os pais do primeiro foram ouvidos e liberados e a espingarda apreendida.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo