A polícia está investigando a morte de um menino de três anos, ocorrida na tarde do último sábado (13), em uma área rural de Mairinque, região de Sorocaba, no interior de São Paulo. A criança estava amarrada em um cavalo e foi arrastada por quase dois quilômetros por várias estradas de terra.

Populares que presenciaram a cena buscaram conter o animal, que estava muito agitado. Ele só parou perto de um viaduto, quando finalmente os moradores conseguiram socorrer a criança.

Segundo o "São Roque Notícias", o Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (SAMU) foi acionado e ao chegarem ao local constaram que o menino tinha diversos ferimentos, principalmente na região da cabeça, e estava com parada cardiorrespiratória. Ele foi socorrido ao Pronto Atendimento, mas não resistiu e morreu. O boletim de ocorrência foi registrado como sendo morte suspeita.

Criança brincava com familiares, diz portal

De acordo com o "Jornal do Cruzeiro do Sul", a Polícia Militar informou que a criança de três anos brincava com o irmão mais velho, de 13 anos com o cavalo, que é de médio porte e pertencia à família.

Já, o portal "São Roque Notícias", apurou que a criança estava com o irmão mais velho e outros familiares.

Segundo o portal, o garoto havia tentado ajudar a criança a subir no cavalo – que era do tamanho de um pônei -, e a corda, que estava presa em sua cintura, seria para que ela não corresse o risco de cair. Em dado momento o cavalo teria se assustado e saído em disparada, arrastando o menino.

A criança, cujo nome não foi revelado, foi sepultada na manhã deste domingo (14), no Cemitério Municipal de Mairinque. Ela havia nascido em Salvador, na Bahia, e estava morando com os familiares no bairro Arco-Íris, zona rural de Mairinque.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Caso semelhante ocorreu em Mato Grosso

Uma fatalidade muito semelhante ocorreu na noite da última quinta-feira (11), em um assentamento em Cláudia, cidade que fica a 608 quilômetros de Cuiabá, no Mato Grosso. Um menino de 12 anos morreu após ficar preso à sela do cavalo em que estava e ser arrastado.

Informações passadas pelos familiares, como de costume, Lucas Vinicius da Costa, havia saído para cavalgar sozinho.

Como ele começou a demorar muito para voltar, os parentes saíram à sua procura e o encontraram, já sem vida, em uma plantação de milho. O animal estava ao lado do corpo do garoto.

De acordo com um dos peritos, o arreio do cavalo estava amarrado na cintura da vítima e por algum motivo que ainda é desconhecido, o garoto teria caído e, pelo fato de ter ficado preso no arreio, foi arrastado. “Por algum motivo ele teria caído do cavalo e, por estar amarrado no arreio, foi arrastado”, disse o perito.

O corpo do garoto foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Sinop e o enterro ocorreu na manhã do último sábado (13).

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo