Uma Mulher de 37 anos foi assassinada com um tiro de espingarda calibre 22 no rosto na frente do filho. O crime aconteceu na noite desta segunda-feira (8), no distrito de Caravaggio, em Sorriso, cidade que fica a 420 quilômetros de Cuiabá, em Mato Grosso. O principal suspeito de ter cometido o feminicidio [VIDEO] é Marcos Rogério de Lima, ex-marido da vítima, que até o início da tarde desta terça-feira (9) ainda estava foragido.

Nilson Faria, delegado responsável pelas investigações, disse que o suspeito não aceitava o fim da relação de 15 anos com Débora de Oliveira Silva e já havia uma investigação contra o suspeito no setor de crimes contra mulheres.

Tiro desfigurou rosto da vítima

Ainda de acordo com Faria, o acusado chegou de surpresa na casa da ex-mulher e a encontrou junto com o filho, que é fruto de um relacionamento anterior. O adolescente ainda tentou defender a mãe, que foi atingida com um tiro que lhe desfigurou o rosto.

“Ele chegou de forma sorrateira, pelos fundos da casa”, falou o delegado. Existem informações dando conta de que antes de ocorrer o disparo houve uma discussão e o acusado ainda teria recarregado a espingarda e efetuado um segundo disparo.

Ao ver a mãe feriada o adolescente correu atrás de ajuda e a vítima ainda chegou a ser socorrida e levada até o Hospital Regional de Sorriso, onde recebeu atendimento, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois de ter dado entrada.

Débora tinha ainda outros quatro filhos, sendo três deles frutos do relacionamento com o acusado. “A vítima foi morta na frente do filho. Foi um crime bárbaro e cruel com um tiro no rosto”, disse o delegado que já pediu à Justiça a prisão preventiva do suspeito.

A Polícia recebeu informações que o suspeito foi visto próximo à região onde o crime foi cometido, mas até agora ele não foi localizado.

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil de Sorriso está investigando o caso.

Mulher é encontrada nua no meio da rua

Em outro caso de violência contra a mulher registrado no estado de Mato Grosso, uma mulher de 51 anos foi encontrada na rua, sem roupas e com sinais de espancamento e violência sexual. O caso ocorreu na noite do último sábado (6), na cidade de Sinop, a 503 quilômetros de Cuiabá, e até o momento ninguém foi detido pela polícia.

Por conta dos ferimentos, a vítima não conseguiu relatar para as autoridades o que aconteceu ou apontar suspeitos. Ela foi encontrada por um rapaz de 24 anos que passava pela rua Eliza Botolozo, que percebeu o estado em que ela se encontrava e acionou o Corpo de Bombeiros. A vítima foi encaminhada ao Hospital de Sinop e exames devem apontar se ela sofreu violência sexual. A polícia segue investigando o caso.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!