A esposa do goleiro Bruno Fernandes, Ingrid Calheiros Oliveira, usou as redes sociais para falar sobre a saída do marido da prisão. Bruno foi condenado a quase 23 anos de prisão pelo assassinato da modelo Eliza Samúdio. Na última sexta-feira (19), o atleta deixou a prisão após conquistar o direito a progressão de pena, o que garante o cumprimento do restante da condenação em regime semiaberto. A esposa de Bruno usou seu Instagram Stories para comentar a liberdade do marido e rebater críticas recebidas por internautas.

A cirurgiã-dentista afirmou que Bruno já teria cumprido a pena pela morte de Eliza Samúdio e também aproveitou para agradecer o apoio de amigos e familiares. A mãe de Eliza, Sônia Moura, reagiu com revolta ao tomar conhecimento da progressão da pena de Bruno.

Ingrid diz que não se importa com opiniões

De acordo com o jornal O Globo, Ingrid Calheiros rebateu as críticas recebidas após a saída do marido da prisão.

"Não queria que ele cumprisse pena? Tá cumprido. Agora parem de encher o saco e cuidem da vida de vocês", disparou a cirurgiã-dentista.

As publicações teriam sido feitas na manhã do último sábado (20). A esposa do atleta também mencionou as mensagens de apoio recebidas e afirmou que as críticas e comentários maldosos não a afetavam.

Bruno e Ingrid estão juntos desde 2008, antes mesmo do ex-jogador ser preso, e vieram a se casar no ano de 2016.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

O atleta estava preso em Varginha, Minas Gerais, e terá o prazo de 30 dias para escolher sua atribuição profissional.

Na decisão que concedeu a progressão da pena de Bruno, a falta grave atribuída ao ex-jogador em fevereiro deste ano foi desconsiderada. À época, Bruno foi flagrado em um bar com duas mulheres, ao lado da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac), onde deveria cumprir seu trabalho externo.

Mãe de Eliza Samúdio comentou a decisão

Ainda segundo o jornal O Globo, Sônia Moura, mãe de Eliza, manifestou-se acerca da decisão que pôs o ex-jogador em liberdade. Sônia, que mora em Mato Grosso do Sul com o neto, filho de Bruno e Eliza, afirmou que enquanto o atleta iria responder em liberdade, o neto perguntava onde estava o corpo da mãe, já que o paradeiro da modelo jamais foi descoberto. Sônia falou sobre a angústia de não terem localizado o corpo de sua filha e questionou se poderia chamar isso de justiça.

O assassinato de Eliza Samúdio ocorreu no ano de 2010, no sítio do atleta em Minas Gerais. Bruno atuava pelo Flamengo à época de sua prisão e foi condenado três anos depois. Da pena, Bruno já cumpriu 8 anos e 10 meses de detenção. No ano de 2017, Bruno chegou a conseguir um habeas corpus e voltou a atuar como goleiro do clube Boa Esporte, de Minas Gerais, porém, a decisão foi revertida pela Primeira Turma do Supremo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo