Uma jovem de 19 anos está internada em estado grave após ter seu couro cabeludo arrancado durante uma corrida de kart. O acidente aconteceu na tarde do último domingo (12), em uma pista montada no estacionamento do supermercado Walmart, no bairro Boa Viagem, zona sul do Recife. O local foi interditado pelas autoridades após o acidente.

Débora Stefanny Dantas de Oliveira andava de kart pela primeira vez.

Ela havia ido até à pista com o namorado e durante a corrida seu cabelo teria enroscado nas engrenagens do monoposto.

Em estado de choque e com ferimentos na cabeça, Débora foi levada para o Hospital da Restauração (HR), onde passou por cirurgia no setor de neurologia da unidade ainda no domingo (11). Nesta segunda-feira (12), ela se encontrava na sala de recuperação e por seu estado ainda ser considerado grave, não existe previsão de alta para a paciente.

Familiares dizem que houve negligência

Douglas Nascimento, tio da jovem, reclamou que houve negligência por parte dos administrados da pista, que não prestaram o devido socorro. Para ele, deveria haver uma equipe de bombeiro para prestar socorro, uma vez que se trata de um brinquedo perigoso.

“Não foi chamada nenhuma viatura para prestar socorro”, falou o tio, que relatou que o namorado, mesmo em estado de choque, teve que prestar atendimento para a jovem e que eles ainda tiveram que aguardar por 30 minutos por socorro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Andréa Tumajan, sogra da jovem ferida, registou um boletim de ocorrência nesta segunda-feira (12), em uma delegacia de Boa Viagem. Ela havia acompanhado o casal no local, mas havia levado uma neta no banheiro e quando retornou viu a nora caída desmaiada. “Ela estava estendida no chão, não teve socorro”, diz. “A imagem foi chocante, não consegui chegar perto” lembra. “Vocês não imaginam a dor de pegar um saco cheio do cabelo dela”, completou.

Polícia Civil apura o caso

O acidente está sendo investigado pela Polícia Civil e perícias serão realizadas tanto na pista quanto no kart para apurar as causas do acidente. A jovem também passará por exames de corpo de delito que será feito no próprio HR, onde ela está internada.

A empresa responsável poderá ser responsabilizada por negligência caso seja comprovado que os funcionários não ofereceram todos os equipamentos de segurança.

A pista foi interditada nesta segunda-feira (12) pelo Procon de Pernambuco. Apesar de não caber ao órgão esse tipo de fiscalização, o representante do estabelecimento admitiu verbalmente que não tinha documentação que autorizava o funcionamento da pista. O local foi autuado e multado.

O Walmart, por ter cedido o espaço, também será notificado para prestar esclarecimentos. Em nota, o mercado afirmou que o serviço de corrida de kart está suspenso até que os fatos sejam esclarecidos.

A empresa disse também que está em contato com a família para prestar assistência.

Fábio Dreyer, dono da empresa Adrenalina Kart Racing, informou ao portal G1 que estava indo para Recife acompanhar de perto o caso e prestar assistência à família da jovem. Ele explicou que todas as pessoas de cabelo cumprido usam uma balaclava que cobre o cabelo e parte do rosto e que na hora do acidente a jovem estava com o cabelo amarrado com coque. “Achamos que, por ser liso, o cabelo dela escapou”, disse.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo