Uma mulher de 29 anos foi assassinada a facadas na madrugada deste domingo (11), na cidade gaúcha de Bento Gonçalves. Suspeito de ter cometido o crime, o ex-companheiro da vítima foi preso e teria confessado o crime, ocorrido por volta das 3h, na rua Garibaldi.

De acordo com informações passadas pela Polícia, Vanessa Martins havia terminado seu relacionamento com Éberson Guaresi de Freitas, de 30 anos, e havia iniciado relacionamento com outro homem.

Freitas teria ido até um baile onde Vanessa estava, mas como não conseguiu falar com ela teria furado os pneus do carro do atual companheiro da moça com uma faca.

Ao ver que não poderiam sair com o veículo, o casal o empurrou até um posto de gasolina e foi para casa com amigos. Ainda segundo a polícia, quando se aproximavam da casa, no bairro São Francisco, Éberson já os estava esperando munido de uma faca e foi para cima da vítima, golpeando-a várias vezes.

O socorro chegou a ser chamado, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu enquanto recebia atendimento.

O autor do crime fugiu do local. Pouco depois, o suspeito foi localizado por policiais ainda com as roupas sujas de sangue. Éberson foi encaminhado à delegacia de Bento Gonçalves e em depoimento teria confessado que cometeu o feminicídio por motivos passionais. Segundo a polícia, ele possui antecedentes por lesão corporal, furtos, ameaça e desobediência.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Mulher

O sepultamento da vítima ocorreu na manhã desta segunda-feira (12), no cemitério municipal de Bento Gonçalves

Cego de ódio

Segundo a polícia, o suspeito disse que tomou conhecimento que Vanessa estava em uma festa através de uma postagem feita em uma rede social e foi até o local. Como ela se recusou a falar com ele, ele furou os pneus do carro, pegou R$ 50 emprestado com um amigo e bebeu cervejas.

Em seguida foi até o local onde a ex-companheira morava e ficou à sua espera.

Vanessa e o atual companheiro estavam chegando no apartamento do casal acompanhando por dois amigos, quando avistaram Éberson. A amiga ainda pediu que a vítima corresse, mas ela foi alcançada pelo suspeito que a golpeou sem que ela tivesse chance de defesa. Depois, ele fugiu em direção ao bairro planalto, onde foi localizado.

A vítima tinha conhecido o suspeito em dezembro passado e em fevereiro eles passaram a morar juntos, mas em julho ela disse que para não perder a guarda do filho menor de idade iria reatar o casamento com o ex-marido, que havia vindo para a cidade morar com ela.

O suspeito teria relatado que mesmo tendo reatado com o marido, Vanessa seguia se encontrando com ele até dois dias antes do crime. Ele afirmou ter ficado “cego de ódio” após receber um áudio no qual Vanessa dizia que estava terminando definitivamente por conta de ameaças que ele havia feito contra ela.

Ele disse ainda que não sabe quantas facadas deu na vítima e nem onde elas pegaram.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo