A jovem Débora Stefanny Dantas de Oliveira, de 19 anos, sofreu um acidente de kart no último domingo (11), no Recife, e teve o couro cabeludo arrancado.

Em entrevista ao portal G1, o namorado dela, Eduardo Tumajan, disse que durante o trajeto dos dois de Boa Viagem para o hospital, Débora foi quem lhe deu forças para suportar o ocorrido. Eduardo relatou que a jovem chegou a dizer palavras que o mantiveram em foco.

"Se você desmaiar, não vai ter quem me socorra e eu vou morrer", disse a jovem ao namorado.

Atualmente, Débora está internada no Hospital da Restauração (HR), localizado no centro do Recife. Conforme informações fornecidas por Eduardo, no momento a jovem está bem e eles estão bastante otimistas com a sua recuperação. Na ocasião do acidente, o jovem relatou que segurou o rosto da namorada com as mãos e correu para levá-la ao hospital.

A respeito do tratamento de Débora, é possível afirmar que a parte de seu couro cabeludo arrancada durante o acidente foi reimplantada. Além disso, a jovem já passou por mais uma cirurgia com o propósito de remover trombos em suas veias. Porém, de acordo com informações dadas a Eduardo pelos médicos na última quinta-feira (15), a pele da moça precisará ser removida.

Eduardo mencionou que, após o reimplante, muitas obstruções nas veias de sua namorada aconteceram.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Opinião

Devido a isso, será preciso remover. O jovem ainda destacou que antes desse problema, a chance de que o reimplante funcionasse era de 30%, e agora acabou caindo para apenas 1%.

As baixas chances fazem com que a probabilidade seja que o implante em questão fique seco e precise, novamente, ser retirado. Devido a essa possibilidade, a nova cirurgia de Débora será feita a partir de enxertos retirados das costas e dos glúteos da moça.

A respeito da saúde de Débora, o HR afirmou que, atualmente, o quadro da moça é estável e que ela está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Não foi confirmado pela assessoria de comunicação do hospital se o implante precisou ser removido. Entretanto, de acordo com os assessores, uma nova nota a respeito do assunto será emitida ainda nessa sexta-feira (16).

'Nunca a vi cabisbaixa', diz Eduardo

Eduardo contou que a sua namorada é muito brincalhona, de forma que ele nunca a viu cabisbaixa.

Mesmo internada, Débora segue dizendo que está feliz por ter sobrevivido ao acidente. Eduardo ainda destaca que a maneira como ela está lidando com a situação é o que lhe dá forças para continuar.

O rapaz também apontou que Débora tem o sonho de se tornar médica e que o seu acidente acabou fortalecendo ainda mais esse desejo, uma vez que ela será capaz de saber confortar as pessoas que se encontrem em situações delicadas depois do acidente de kart.

A família de Débora tem planos de transferi-la do HR para um hospital localizado nos Estados Unidos. Isso se deve ao fato de que uma equipe estadunidense acompanhou a sua primeira cirurgia através de uma videoconferência. O procedimento chegou a durar 7 horas.

Quanto à transferência, Eduardo afirma que ele e a família da jovem conversaram com o cirurgião e também com a equipe que deseja atender Débora nos Estados Unidos. Porém, ainda é necessário pensar como o transporte e o tratamento da moça serão custeados em território estrangeiro. De acordo com Eduardo, atualmente eles estão tentando conseguir o dinheiro com o Walmart, local em que o acidente aconteceu. Entretanto, o supermercado marcou uma reunião com a família, mas não compareceu.

A assessoria do Walmart, porém, nega que uma reunião tenha sido marcada para a quinta-feira (15), de acordo com o que foi apurado pelo site G1.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo