O Twitter perdeu nesta sexta-feira (9) um de seus membros mais engajados. Após se envolver em uma polêmica após um post onde criticava a "saidinha" de Dia dos pais de Alexandre Nardoni, preso condenado por matar a filha Isabela, ele decidiu deixar sua conta no Twitter, que contava com mais de sete milhões de seguidores.

Na quinta-feira (8), ele havia feito uma postagem na qual criticava a concessão do benefício a Alexandre Nardoni nesta data específica. Melo questionou a saída temporária do detento, afirmando que os condenados deveriam receber o indulto apenas no dia de Finados, para visitar os túmulos de suas vítimas.

A mensagem não foi bem-recebida por muitos seguidores, que não economizaram críticas ao padre, o que o fez tomar a decisão de deixar a rede social pelo bem da própria saúde. "Meus queridos, vou ficando por aqui. Tenho uma saúde emocional a ser cuidada", disse o religioso.

"Sei o quanto já provei a solidão provocada pela depressão, pelo pânico", seguiu. "Este lugar deixou de ser saudável pra mim. Obrigado!", postou. Fábio de Mello revelou em algumas entrevistas ter sofrido de depressão e pânico.

O padre também se defendeu das críticas e disse que muitas pessoas o chamaram de justiceiro, desonesto, canalhas e outros nomes que ele disse serem impublicáveis.

Ele lembrou ainda que já atuou na pastoral carcerária e, por isso, sabe sobre a necessidade de ressocialização dos detentos.

Ele disse ainda que por conta do Twitter fez muitas amizades. "Falei e fiquei amigo de quem não passaria na porta da minha igreja. Foi bom", escreveu.

A 'saidinha' dos Nardoni

Condenado a 30 anos de prisão pelo assassinato da filha Isabella, ocorrido em 2008, Alexandre Nardoni, que cumpre pena no presídio de Tremembé, no interior de São Paulo, no último mês de abril conseguiu a progressão para o regime semiaberto, e por conta disso, na última quinta-feira (8), ganhou o direito a saída temporária de Dia dos Pais.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

A esposa de Alexandre, e madrasta de Isabela, também condenada, obteve a progressão de pena para o semiaberto no ano passado e também foi beneficiada com a "saidinha", tendo deixado a Penitenciária feminina Santa Maria Eufrásia Pelletier na quinta-feira.

Outra que também deixou a penitenciária feminina de Tremembé foi Suzane von Richthofen, condenada pela morte dos pais em outubro de 2002.

É a segunda vez no ano que ela recebe o concedido. Em dezembro do ano passado ela havia perdido o benefício por três datas comemorativas após ser flagrada em uma festa, porém, a punição foi cancelada após a Justiça entender que ela não infringiu as regras.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo