Um homem de 33 anos foi detido na tarde desta terça-feira (6), em Goiânia. Ele é suspeito de atropelar propositalmente a ex-mulher, de 28 anos, e o próprio filho, que estava completando cinco anos no dia. Eles foram encaminhados ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), estão em estado regular e não correm risco de morrer.

O atropelamento ocorreu no cruzamento da rua Caramuru com a General Rondon, no Jardim da Luz, e, de acordo com informações passadas pela delegada Luciane Aguiar Faria Shono, o casal havia se separado há cerca de uma semana e o homem não aceitava o fim da relação.

Segundo a delegada, o homem e a Mulher haviam combinado de se encontrar para discutir questões relacionadas à divisão de bens. Em dado momento, o homem teria se exaltado e passou a fazer ameaças, como pegar o filho na creche e sumir. Com medo, a mulher teria ligado para a irmã do ex-marido pedindo ajuda.

A mãe da criança e a irmã do suspeito, acompanhadas de uma outra pessoa, foram buscar o menino na creche.

O suspeito então teria jogado o carro em cima do grupo, que correu para os lados. Ele ainda teria manobrado o carro a avançado novamente contra as pessoas, atingido a mulher e o filho, que ficaram feridos --ela na perna e ele na cabeça.

Após atropelar as pessoas, o homem ainda teria batido com o carro no portão e no muro de uma casa, desceu do veículo e começou a agredir a mulher com murros na cabeça.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Mulher

Ele foi detido por populares antes da chegada da Polícia e foi levado para a Delegacia da Mulher. “Populares agrediram o suspeito e o seguraram até a chegada da Polícia Militar”, disse a delegada.

O homem foi preso em flagrante e será autuado por tentativa de homicídio e tentativa feminicídio. “Há informação que ele disse que ia matar todo mundo”, relatou Luciane.

Polícia prende criminoso em Goiânia

A polícia prendeu nesta segunda-feira (5) o motorista de aplicativo Francisco Aglairton da Silva, de 33 anos, suspeito de ter cometido abuso sexual.

Ele teria fingido que queria alugar uma casa para poder abusar de uma jovem de 19 anos. Uma câmera de segurança registrou o momento em que ele puxa a jovem, que colocava o lixo na rua, pelos cabelos para fora e entra na casa.

O caso aconteceu por volta das 15h, quando a jovem, que mora sozinha, saiu para colocar o lixo na rua, momento em que foi abordada pelo motorista. Ele disse que pretendia alugar uma das casas que há no local.

Já fora do carro ele disse que a dona das casas estava o esperando e pediu para entrar, mas a jovem desconfiou da história e tentou fechar o portão, mas o suspeito conseguiu entrar antes. Ela foi levada para dentro de casa e violentada.

De acordo com informações da polícia, através da identificação do veículo, foi possível a chegar até o proprietário, que alugava o carro para o suspeito trabalhar.

A princípio, Francisco pretendia cometer um assalto, mas durante a ação resolveu cometer a violência sexual. Na ficha criminal do suspeito já consta tráfico de drogas, violência doméstica e latrocínio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo