Na última semana, Kylie Rae Harris foi vítima de um acidente que acabou tirando a sua vida. Entretanto, o acidente da cantora country voltou a ser assunto dos veículos midiáticos de todo o país de origem de Kylie, os Estados Unidos, depois que uma infeliz coincidência a respeito do caso acabou sendo revelada.

O acidente que vitimou Kylie Rae Harris contou com outra vítima fatal, a jovem Maria Elena Cruz, de apenas 16 anos. A coincidência triste do caso fica por conta de Maria, que era filha de um dos bombeiros chamados para atender a ocorrência. Ao chegar ao local, o socorrista acabou descobrindo que sua filha havia morrido.

Conforme informações obtidas por meio da imprensa estadunidense, responsável por uma cobertura mais extensa do caso, o acidente que matou a cantora country e Maria Elena aconteceu na cidade de Taos, localizada no estado do Novo México.

Na ocasião do acidente, o veículo em que Kylie Rae Harris estava acabou se chocando contra a traseira de um outro carro. Esse carro, por sua vez, bateu no veículo que Maria Elena dirigia. Devido a isso, as duas jovens acabaram falecendo ainda no local do acidente.

O falecimento delas gerou uma verdadeira comoção nos Estados Unidos, especialmente depois que os fatos acerca da identidade de Maria Elena acabaram sendo descobertos pelos veículos midiáticos do país.

Identidade descoberta

O pai de Maria Elena é Pedro Cruz.

O homem ocupa o cargo de subchefe do Corpo de Bombeiros de San Cristobal. Na ocasião em que o acidente aconteceu, Pedro foi chamado para integrar a equipe de socorristas que atenderia a ocorrência em questão. Entretanto, ele não fazia a menor ideia de que a sua filha estava envolvida no acidente.

De acordo com algumas informações obtidas por meio do site TaosNews, responsáveis pela cobertura de notícias da cidade em que o acidente ocorreu, existem alguns indícios que atribuem a culpa a Kylie.

Informações dão conta de que cantora estava dirigindo acima da velocidade permitida.

Atualmente, as autoridades responsáveis pela investigação do acidente estão aguardando evidências mais conclusivas a respeito do caso. Nesse sentido, é possível destacar que exames toxicológicos foram realizados como maneira de determinar se Kylie Rae Harris havia feito uso de alguma substância entorpecente ou mesmo de álcool.

A respeito dos fatos supracitados, Jerry Hogrefe, o xerife do condado de Taos, destacou que os indícios realmente colocam a culpa do acidente em Kylie. Nesse sentido, Hogrefe declarou aos veículos de comunicação locais que Maria Elena foi uma “vítima inocente” de um acidente claramente causado pela cantora.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!