Na noite da última quarta-feira (25), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) publicou em sua conta no Twitter uma foto falsa de Greta Thunberg, a ativista ambiental sueca de apenas 16 anos.

O post do parlamentar recebeu diversas críticas, dentre elas as feitas por senadores que terão a incumbência de votar a indicação do nome do filho "03" do presidente Bolsonaro para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

Eduardo Bolsonaro usou uma imagem falsa com a intenção de criticar Greta, que na última segunda-feira (23), discursou na Cúpula do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), em New York.

Fake news

Na quarta-feira, antes mesmo de Eduardo postar a foto, o serviço de checagem de informações do Grupo Globo, o Fato ou Fake, já havia denunciado que a foto se tratava de uma montagem.

A foto verdadeira foi publicada pela jovem ativista em janeiro.

Na imagem ela aparece dentro de uma cabine de trem fazendo uma refeição e a janela do vagão mostra uma paisagem.

Na montagem foi retirada a imagem das árvores que eram vistas na foto original e em seu lugar foi colocada a foto de um grupo de crianças.

Na verdade, a imagem das crianças é uma foto antiga que foi tirada na África e cujos direitos pertencem a uma agência de notícias.

Além de conter a imagem manipulada, o post do deputado federal ainda vinha acompanhado de um texto, que também reproduzia uma inverdade.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

Nesse texto, era alegado que Greta Thunberg é financiada pela Open Society, organização do bilionário George Soros. A página oficial da fundação não mostra nenhum vínculo direto com a jovem sueca.

Este não foi o único post em que o parlamentar brasileiro falou sobre a ativista ambiental sueca.

Ao longo do dia ele citou Greta em outros tuítes.

Eduardo Bolsonaro não gostou do discurso contundente que Greta Thunberg fez na ONU contra a falta de ações efetivas das grandes nações contra o aquecimento global. Em um desses posts em que ele critica a ativista ambiental sueca, Eduardo fez uma montagem em que ele colocou uma frase dita por Greta, "vocês roubaram meus sonhos", acompanhada de uma foto de seu pai comendo um sonho de padaria.

As publicações do deputado foram recebidas com uma saraivada de críticas. A hashtag #desculpagreta ficou nos trending topics do Twitter.

Tanto a senadora líder do Cidadania, Eliziane Gama, quanto o senador Humberto Costa (PT-PE) ressaltaram o fato de que a fake news ataca uma jovem adolescente e que isso foi feito por um parlamentar que ambiciona ser representante do Brasil nos Estados Unidos.

CPMI das Fake News

Curiosamente, Eduardo Bolsonaro integra a CPMI das Fake News, comissão do Congresso que investiga a produção e disseminação de notícias falsas.

O site G1 informou que procurado para comentar sobre o caso, Eduardo Bolsonaro não quis se pronunciar.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo