Um engenheiro eletrônico morreu na noite do último sábado (7) em consequência dos ferimentos que sofreu após cair com um patinete elétrico em uma rua do centro de Belo Horizonte. Roberto Pinto Batista Junior, de 43 anos, havia sido levado para o hospital João XXIII após cair e bater a cabeça em um bloco de concreto, que faz a separação de uma ciclovia. O acidente aconteceu durante a tarde na avenida Paraná, esquina com rua dos Tupis.

A Secretaria Municipal de Saúde da capital mineira informou que o engenheiro teve duas paradas cardiorrespiratórias quando ainda estava caído no local onde aconteceu o acidente e foi reanimado.

Roberto foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao hospital com traumatismo craniano.

O corpo do engenheiro, que era casado e pai de dois filhos, foi velado e sepultado neste domingo (8), no Cemitério Parque da Colina, região oeste da cidade. Os familiares não quiseram conversar com os jornalistas.

Ainda não existe uma lei em Belo Horizonte para regulamentar o uso de patinetes elétricos na cidade. Um projeto sobre o uso desses equipamentos foi totalmente vetado pelo prefeito Alexandre Kalil (PSB), veto este que foi mantido na última semana pelo Legislativo.

Um estudo está sendo realizado pela Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHtrans) para regulamentar o uso de transporte individual na capital.

Segunda morte em três dias

Na última quinta-feira (6), outro usuário de patinete elétrico morreu. O acidente aconteceu na cidade de Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, quando um motorista que trafegava pela avenida Brasil na contramão bateu no aparelho que estava sendo usado por Murillo Pedatella, de 28 anos, que morreu antes da chegada dos Bombeiros.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia

De acordo com a Polícia Militar, antes de bater no patinete, o motorista também havia atingido uma motocicleta e o veículo só parou após bater em uma área da prefeitura. Os policiais informaram que o homem que causou o acidente, cujo nome não foi revelado, não estava embriagado, mas que faria uso de remédios controlados.

Ele foi levado ao hospital com escoriações leves, medicado e posteriormente liberado pelos médicos. Inicialmente, o caso foi registrado como sendo lesão corporal culposa qualificada e homicídio culposo qualificado, mas caberá ao delegado que cuida do caso determinar como será o registro.

Mortes também ocorreram na Europa

Na Europa também já foram registrados acidentes com mortes envolvendo usuários de patinete. Uma delas aconteceu em junho, quando um homem de 25 anos morreu em Paris. Outra vítima foi uma youtuber inglesa, que morreu depois de bater em um caminhão em Londres.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo