Deu-se a largada para mais um censo que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) realiza por todo o território nacional.

Nessa edição de levantamento de informações, o instituto busca dados sobre o estilo de vida e como anda a Saúde do brasileiro. Essas informações servirão de base para a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), requisitada pelo próprio Ministério da Saúde e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Realizado a cada cinco anos, o IBGE resolveu iniciar esta edição do censo pelo estado do Amazonas. Disponibilizaram-se cerca de 50 funcionários para percorrer o maior estado do Brasil. Pouco menos do total ficará em Manaus para fazer a entrevista/coleta de dados. Outros se aventurarão pelos rios e matas verdejantes que compõem a vegetação do Amazonas.

Antes de colocar a mão na massa

Prevê-se que serão visitados cerca de 3.900 domicílios em todo o estado e 2.100 na capital, Manaus.

A seleção dos domicílios foi feita de modo aleatório, por meio de um sistema computadorizado que funciona na sede do IBGE, no Rio de Janeiro. Portanto, deduz-se que os entrevistadores não visitarão todas as habitações existentes no Amazonas. Baseado nesse método de processamento, será feita uma amostragem para delinear um quadro de saúde amplo, que vai desde o registro de doenças crônicas, tabagismo e incapacidade física até consumo de álcool, hábitos alimentares e dietas, saúde bucal e sedentarismo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Saúde

A Pesquisa Nacional de Saúde também quer saber qual a percepção que o brasileiro tem a respeito do Sistema Único de Saúde (SUS), sua utilização ou não, as condições de habitação e se os entrevistados possuem o costume de fazer exames preventivos, como os de sangue e pré-natal, por exemplo.

De acordo com o coordenador do Amazonas para a PNS, Tiago Almudi, "a pesquisa é bem abrangente. Perguntamos sobre a percepção das pessoas sobre a própria saúde, acesso a plano de saúde, hospitais, há quanto tempo foi a última consulta, a saúde das crianças, mulheres, idosos. Tudo que influencia na saúde é levantado".

Identificação e confiança

O selecionado para responder às questões pode ficar tranquilo, pois os pesquisadores foram orientados a portarem crachá, boné e colete com identificação. Se mesmo assim surgir uma dúvida, o entrevistador mostrará um documento provando que o domicílio foi realmente selecionado para responder às perguntas da Pesquisa Nacional de Saúde.

Apesar de ser bem abrangente e com uma busca completa de informações, pessoas que já passaram por essa pesquisa neste ano asseguraram que o procedimento é rápido. Além disso, chega uma correspondência em até dois antes de a pesquisa ser realizada na casa do entrevistado.

Dados da última pesquisa no Amazonas

No ano de 2013, portanto a última PNS, o IBGE apontou que 22% da população do Amazonas e 21% dos manauaras consumiam carne com muita gordura. Por sua vez, 93% declararam que comiam peixe ao menos uma vez por semana, alçando o estado do Amazonas ao primeiro lugar no consumo de peixe no Brasil.

Outros dados foram revelados com relação aos hábitos de beber: 19% dos amazonenses afirmaram que ingeriam álcool e 23,7% dos que moravam no interior do estado consumiam refrigerantes.

Para os participantes de Manaus, esse percentual em torno de refrigerantes subia para 27,8%.

O IBGE informa que a PNS alcançará o Brasil inteiro e que todos os estados brasileiros cumprirão essa etapa nos próximos meses.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo