O corpo de uma bebê de apenas um ano foi encontrado nesta última segunda-feira (16) dentro de um lago na periferia do bairro Universidade, na zona sul de Macapá (AP). Ao prestar depoimento na delegacia da região, segundo a Polícia, o namorado da mãe da criança acabou confessando o crime e foi preso pelas autoridades de plantão. Diante do delegado do caso, Messias Machado Barbosa, de 29 anos, teria mencionado que matou a criança por não aceitar o fim do Relacionamento com a mãe dela e também porque sentia ciúmes da bebê.

Segundo o delegado titular Wellington Ferraz, o homem teria praticado o assassinato entre a meia-noite e 1h de domingo. Ainda conforme Ferraz, o homem teria ido até a casa da namorada, horas antes no sábado (14) no mesmo bairro onde o corpo foi encontrado, e lá, após uma discussão, o homem teria tentado agredir a companheira, o que fez com que ela decidisse terminar o relacionamento. O motivo do desentendimento seria porque a mulher não queria sair com ele naquela noite.

Percebendo que Messias estava muito agressivo, a mulher resolveu então fugir às pressas para a casa de uma vizinha e a bebê ficou aos cuidados de uma tia em sua residência, mas se aproveitando de um descuido da família da moça, o homem retornou à casa e resolveu raptar a criança, que havia completado um ano de vida no dia anterior.

O homem resolveu então levar a criança para sua casa, onde a menina teria dormido no local, mas despertando momentos depois.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Relacionamento

Imagens de um vídeo disseminado na internet mostram o suspeito mencionando que teria saído de casa com a intenção de devolver a filha para a mãe, mas ao passar pelo lago decidiu atirar a criança e fugir do local.

Ainda no vídeo divulgado nas redes sociais, Messias menciona que sequestrou a criança ao ter ficado com raiva, pois ao ter retornado a residência da então ex-namorada percebeu que ela não estava no imóvel e achou que ela teria ido para alguma festa após a discussão que tiveram.

Em depoimento na delegacia, Messias explicou que ele e a namorada iriam sair para uma festa na região, mas por conta de ele ter bebido ela não queria mais ir e se negou a ir para casa dele para dormirem juntos. Diante disso, ele teria ido embora. Ainda segundo ele, aproximadamente cinco minutos depois, ele teria voltado à casa da mulher e não a encontrou no local. Imaginando que ela teria saído para curtir alguma festa, Messias disse ter ficado com raiva e apanhado a criança para dormir em sua casa, mas com a intensão de devolvê-la para mãe.

Horas depois, a criança acordou e ele saiu com ela para entregá-la à família, mas no meio do caminho resolveu atirar a menina no lago.

Conforme o delegado Ferraz, a bebê foi arremessada na área alagada e acabou morrendo por afogamento. Ainda segundo Ferraz, Messias disse que agiu em um momento de loucura, mas que sabia o que estava fazendo.

Os agentes também irão aguardar os resultados dos exames realizados no corpo da criança para saber se ela foi abusada ou sofreu algum tipo de violência sexual antes de ser morta.

O homem teve a prisão preventiva decretada

A prisão do suspeito foi realizada no fim da tarde de domingo no bairro Palmeira, na zona norte da cidade, através de uma denúncia feita ao Batalhão de Operações Especiais (Bope). Após ser autuado em flagrante, Messias foi indiciado sob suspeita de homicídio qualificado por motivo torpe e abandono e foi encaminhado para um complexo penitenciário da região onde irá aguardar julgamento.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo