Um acidente com um avião de pequeno porte deixou três mortos na manhã desta segunda-feira (21), em Belo Horizonte. De acordo com as primeiras informações passadas pelo Corpo de Bombeiros, a aeronave, de prefixo PR-ETJ, com quatro ocupantes, havia acabado de decolar do Aeroporto Carlos Prates e tinha como destino Ilhéus, na Bahia. Outras três pessoas ficaram feridas, dentre elas o piloto.

A queda do aparelho ocorreu na esquina das ruas Minerva com Belmiro Braga, há pouco mais de um quilômetro da cabeceira da pista, no bairro residencial Caiçara, e carros foram atingidos.

Testemunhas relataram que foram ouvidas duas explosões e uma grande fumaça preta tomou conta da região. O local foi isolado.

Ainda de acordo com informações do Corpo de Bombeiros, dentre as vítimas fatais estão um ocupante da aeronave, uma pessoa que passava pela rua e um ocupante de um dos carros atingidos. Os feridos foram levados em estado grave para o Hospital João XXIII e estão com grande parte do corpo queimado.

"Eu estava na mesa do café quando ouvi o barulho (...) Foi um barulho completamente diferente do que estamos acostumados a ouvir", disse o aposentado Antônio Aderilton, 75, que mora na rua Minerva há 45 anos. O aposentado disse que após ouvir o barulho saiu correndo coma esposa para ver o que era, mas não conseguiu se aproximar muito devido às chamas.

A aeronave da marca Cirrus foi fabricada em 2007 e tinha capacidade para levar três passageiros. Ela estava autorizada a voar apenas de maneira particular e não para realizar táxi aéreo. Sua próxima inspeção estava programada para o ano que vem.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Morador tentou socorrer ocupante

O servidor público Carlos Henrique Pacheco Diniz, de 37 anos, contou para a reportagem do G1 que tentou socorrer uma das vítimas da queda do avião. Segundo ele, o homem estava em chamas, mas não foi possível ajudar. Essa pessoa aparece em algumas imagens e ainda não se sabe se ele é um dos sobreviventes. "A gente tentou a apagar o fogo, teve muita explosão", contou.

Diniz disse ainda que conversou com dois dos sobreviventes. Eles estavam muito queimados e foram caminhando até uma casa para esperar o socorro chegar.

O aeroporto tem sido alvo de protestos de moradores da região, que pedem sua desativação por conta da falta de segurança.

Outro acidente em abril

No local onde ocorreu o acidente nesta segunda-feira (21) é o mesmo da queda de outro avião, em 13 de abril passado, quando um avião modelo francês Socata ST-10 Diplomate bateu em um poste e pegou fogo.

A única vítima daquele acidente foi Francisco Fabiano Gontijo, de 47 anos, que morreu carbonizado.

A batida do avião contra o poste arrastou toda a fiação de energia elétrica e a via teve que ficar interditada por dois dias.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo