Uma mulher foi baleada [VIDEO]acidentalmente pelo próprio filho na noite desta quarta-feira (2), em uma Escola de Araras, no interior de São Paulo. Juntos, eles frequentam o Ensino de Jovens e Adultos, e o adolescente de 17 anos teria entrado na sala de aula armado de um revólver calibre 22, com numeração raspada.

O caso ocorreu na Escola Municipal de Educação Fundamental Professora Adalgisa Perim Balestro Franzini, no bairro Parque Tiradentes.

O acidente ocorreu quando o rapaz foi manusear o resolver, que acabou disparando e o tiro acertou a perna da mulher, logo abaixo do joelho.

Por volta das 20 horas os bombeiros foram acionados para ir até o local, mas inicialmente a ocorrência dava conta da explosão de um telefone celular. Eles descobriram que se tratava de um tiro apenas quando examinaram o ferimento na perna da mulher e então acionaram a Polícia Militar e a Guarda Municipal.

“Foi uma correria, a classe começou a gritar”, disse Márcia Ligo, diretora da escola. Ela afirmou ainda que inicialmente as pessoas acharam que o barulho tivesse sido provocado por uma bomba e em seguida deram a versão da explosão do aparelho celular. A mulher foi levada para o Hospital São Luz, onde recebeu atendimento e passa bem.

A Prefeitura de Araras emitiu uma nota, onde lamenta os fatos ocorridos na instituição de ensino e que diversas medidas para reforçar a segurança nas escolas vem sendo adotadas pela Secretaria Municipal de Educação. A prefeitura lembrou ainda que a escola possui câmeras de monitoramento e que as imagens serão usadas nas investigações.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Escola

Adolescente disse que achou a arma

De acordo com informações que constam no BO, o adolescente disse que encontrou uma mochila em um terreno baldio e não sabia que nela havia uma arma. A versão dada pelo rapaz, no entanto, não convenceu as autoridades.

A polícia acredita que a arma pertencia aos familiares do garoto e que logo após o disparo ele teria entrado em contato com seu pai para que fosse buscar o revólver e escondê-lo em algum lugar.

A arma, ainda com uma munição intacta, foi achada debaixo de um colchão na casa da família do menor e foi apreendida.

O pai do garoto e o inquilino da casa foram detidos. Nesta quinta-feira (3) eles passaram por audiência de custódia e deverão responder por posse ilegal de arma de fogo e também por a ter removido do local do crime.

O jovem foi liberado e responderá pelo disparo em liberdade.

Baleado quatro vezes em briga entre irmãos

Um homem de 42 anos levou quatro tiros durante uma briga entre irmãos.

O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira (2), em Vargem Grande do Sul, no interior de São Paulo. Segundo informações passadas pela polícia, o crime foi cometido por motivo fútil, o qual não foi especificado, por volta das 13 horas.

A vítima é Francisco Antônio Roqueto, que foi atingido no braço, abdômen e maxilar. Socorrido, ele foi levado para a Santa Casa de Vargem Grande do Sul e seu estado de saúde não foi revelado.

Já o autor dos disparos é Paulo Roqueto, de 54 anos. Ele foi preso em flagrante e levado para a cadeia de São Joao da Boa Vista.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo