O nascimento de uma criança geralmente é cercado de muita ansiedade e os pais programam tudo para que a hora do parto possa ocorrer da forma mais tranquila possível, mas nem sempre as coisas saem como planejado. A história a seguir do nascimento da pequena Chloe parece cena de novela, mas é real e aconteceu em São Paulo. A mãe da menina deu à luz dentro de um motel e ainda recebeu uma multa do estabelecimento por "orgia".

Priscila Bomfim deu à luz a sua filha no dia 07 de setembro com a ajuda do marido, o professor Vitor Neves, em um motel perto da Avenida Ricardo Jafet, zona sul da capital paulista.

Tudo começou um dia antes, no dia 06 de setembro, quando Priscila começou a passar mal e os pais foram para o hospital achando que tinha chegado a hora da pequena Chloe nascer.

Depois de tentar por duas vezes foi constatado que a Mulher não tinha dilatação suficiente para o parto ocorrer e o casal resolveu voltar para casa e aguardar a hora certa para o nascimento da filha. O que o casal não esperava é que fosse cair uma forte chuva na cidade que combinada com uma greve de ônibus tornou o trânsito caótico.

Como o trânsito não andava, o casal fez contato com a doula que os atendia e a mesma sugeriu que os mesmos fossem para um hotel próximo ao local para aguardar que o trânsito melhorasse. Como não havia nenhum hotel próximo ao local, o casal resolveu parar em um motel mesmo.

Vitor contou que ao chegar na recepção do motel informou à atendente que sua esposa estava em trabalho de parto e que por isso queria um quarto com banheira para que a mesma pudesse relaxar.

A intenção do casal era descansar e passar a noite no local para que não tivessem que enfrentar o trânsito caótico da cidade.

Casal recebe multa do motel

Durante a madrugada veio a surpresa, Priscila começou a ter contrações com um espaço de tempo irregular o que fez com que o casal optasse por chamar uma massagista para auxiliar a grávida. Ao se aproximar das 09:40 horas da manhã do dia seguinte, Priscila passou a sentir dores muito fortes e o casal achou que era o momento de seguir para um hospital.

O que eles não esperavam é que a bolsa rompesse ali mesmo. O marido de Priscila relembra o momento dizendo que a esposa esmurrava a banheira de tanta dor e gritava que era impossível chegar até o hospital e que a filha estava nascendo.

Vitor recebeu ajuda através de uma chamada de vídeo e foi obrigado a realizar o parto da esposa ali mesmo no motel. A filhinha do casal nasceu às 10:05 horas da manhã com 49 centímetros e 3,605 quilos. Uma equipe médica esteve no local após o nascimento da menina para fazer os atendimentos necessários. Além da filha nascer em um local nada convencional para um parto, o casal teve uma outra surpresa.

O estabelecimento cobrou uma multa do casal de R$ 1.082, pela "orgia" causada no local. Esse valor foi quatro vezes maior do que foi combinado com o casal ao chegar no ambiente. De acordo com a administração do motel, o valor é equivalente ao número de pessoas que estiveram presente no quarto com o casal, além da limpeza e higienização que teriam que fazer no local.

Siga a página Mulher
Seguir
Siga a página Maternidade
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!