A Polícia Civil está investigando o caso de uma menina de 9 anos que teria sido abusada no banheiro de uma Escola na manhã desta última sexta-feira (4), em Porto Velho, Rondônia.

De acordo com agentes da Polícia Militar da região, o caso teria sido registrado pela mãe da vítima na madrugada de sábado (5), após ela ter notado indícios de que a menina teria sido abusada.

Segundo o boletim de ocorrência, a mãe relata que na manhã do crime, a criança estava na escola e ela estava em seu trabalho.

A mãe menciona que quando chegou em casa, à noite, por volta das 19h, teria notado uma espécie de secreção estranha na região da vagina da menina e perguntou à criança se teria ocorrido algo com ela durante o dia.

Ao ser questionada pela mãe, a garota relutou em contar, mas, por insistência, a menina acabou revelando que teria sido abordada por um homem em sua escola, e que, na sequência, o suspeito teria levado ela para o banheiro da unidade de educação e a violentou.

Ainda conforme a garota, o mesmo tipo de crime teria ocorrido com ela quando tinha 6 anos.

Ainda em depoimento no Departamento de Polícia, a mãe da criança disse que após o crime, sua filha teria se dirigido novamente à sala de aula, e o suspeito teria continuado dentro do banheiro. Perguntada se ela conhecia o agressor, a menina disse que não o conhecia, mas mencionou com detalhes suas características à mãe.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Escola

Conforme a criança, após o crime, o homem teria trocado de camisa no local. A menina não teria visto para onde o suspeito teria ido e também não sabe se ele seria um funcionário da escola.

Depois do ocorrido, a mulher apanhou a garota e a levou para ser atendida no Hospital Cosme e Damião, onde a médica que estava de plantão na unidade de saúde teria visto a mesma secreção que a mãe viu na região íntima da criança. Depois do atendimento, uma equipe da Polícia Militar foi chamada ao local para dar início à ocorrência.

O suspeito ainda não foi identificado pela polícia

O caso está sendo investigado por agentes da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Porto Velho. Até o momento não existe nenhuma informação sobre o paradeiro do suspeito e nem sobre sua identificação.

Segundo o portal G1, que entrou em contato com a escola onde a vítima estuda, os funcionários que trabalham no local mencionaram que até o momento a mãe da menina não procurou a unidade de ensino e que irá colaborar com as investigações da polícia em busca de mais informações sobre o que ocorreu.

Segundo uma pesquisa realizada no ano passado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a cidade de Porto Velho seria a capital com o maior indicie de abusos sexuais do Brasil. Conforme a pesquisa, atualmente existe uma taxa de 79,5 de casos para cada 100 mil habitantes da região.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo