Nesta quinta-feira (7), algo inusitado aconteceu no programa "Pânico", veiculado pela rádio Jovem Pan e comandado pelo apresentador Emílio Surita. Gleen Greenwald, que é um dos cofundador do site The Intercept Brasil, se envolveu em uma discussão com o jornalista Augusto Nunes, que era uns dos entrevistadores. Depois de uma troca de acusações, Greenwald chamou o colega jornalista de “covarde” e Augusto lhe deu um tapa. Os outros funcionários da rádio apartaram a briga, mas, mesmo assim, os dois tentaram se atacar de novo e Glenn não aceitou o tapa que levou e partiu para a agressão também.

Essa confusão começou porque logo depois que o programa começou, Augusto Nunes estava tentando justificar sua fala sobre os filhos adotivos que Greenwald tem com o deputado Davi Miranda (PSOL-RJ) em uma outra data. Nunes disse que o juizado de menores deveria fazer uma verificação na situação das crianças. Por sua vez, Glenn acusou Nunes de ser covarde por ele ter envolvido crianças. O jornalista, que além de trabalhar na Jovem Pan também é jornalista da Record TV, não gostou nada de ser chamado de covarde e passou a agredir tanto verbalmente como fisicamente Greenwald.

Antes da agressão, Augusto Nunes disse que no Brasil se inventou uma espécie de faroeste a brasileira onde quem tem que se explicar é quem comete o crime e não quem age "honestamente". "Ouça-me: o que eu disse, vocês vão perceber, é que ele não sabe identificar ironias, não sabe identificar um ataque bem", disse Nunes. Ele ainda convidou Greenwald a trazer provas acerca de qual momento ele teria pedido que algum juizado fizesse alguma coisa com eles.

E esclareceu que apenas teria dito que Miranda passa o maior tempo em Brasília, passa o tempo todo mexendo com o material roubado e questionou quem ficaria com as crianças.

Vídeo mostra momento da briga

O companheiro de Glenn Greenwald postou em suas redes sociais um vídeo que mostra o momento da briga. No vídeo é possível ver Glenn chamando Nunes de covarde, e logo depois o entrevistador acerta o rosto do jornalista norte-americano.

Depois dessa agressão, os integrantes do programa conseguem apartar a briga e, no meio da confusão, o apresentador Emílio Surita coloca uma música.

Logo após o episódio da briga, o jornalista Glenn Greenwald gravou um vídeo explicando o que aconteceu e a versão dele.

O jornalista Augusto Nunes também gravou um vídeo sobre o ocorrido, explicando que ao longo de sua carreira nunca foi a favor de nenhuma violência e que repudia a polarização que anda contaminando o debate político da atualidade.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!