Na manhã dessa sexta-feira (1º), a Polícia Civil deu início a uma operação contra a pirataria na internet. A operação aconteceu em 12 estados brasileiros e foi coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e tinha como objetivo realizar a suspensão e o bloqueio de sites voltados para a transmissão de conteúdo ligado a filmes, séries e TV de uma maneira geral.

Ao todo, 210 sites foram bloqueados e 100 aplicativos que realizam ilegalmente o serviço de streaming também estão suspensos no momento.

Além disso, três pessoas foram presas na cidade de São Paulo.

Além do destacado, a ação também tinha como objetivo impedir que conteúdos ligados à pirataria fossem mostrados em ferramentas de busca como o Google. Outro ponto objetivado pela medida é realizar a remoção de páginas e perfis desses serviços das redes sociais.

Atualmente, a Polícia Federal possui uma lista que contem os nomes das pessoas que fazem uso desses serviços piratas e está cumprindo por volta de 30 mandatos de busca e apreensão somente no Amazonas, no Espírito Santo, em Goiás, em Santa Catarina, em Pernambuco, entre outros estados brasileiros nos quais a investigação também está sendo conduzida.

Foi atribuído o nome de 404 à operação, devido à mensagem de erro que aparece na tela do computador quando um determinado site está fora do ar.

A 404 está recebendo o apoio de órgãos como o Conselho Nacional de Combate à Pirataria e Delitos contra a Propriedade Intelectual (CNCP) e da Ancine. Além dos órgãos citados, também apoiam a medida a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil e o Departamento de Justiça norte-americano.

Altos números

Os dez maiores sites brasileiros voltados para a pirataria, em termos de tráfego, durante o ano de 2018, receberam cerca de 1,3 bilhões de visitas quando somados.

Além disso, também se mostra válido pontuar que o valor de R$ 17 milhões em receitas publicitarias foi recebido pelos sites em um ano (período compreendido entre agosto de 2015 e agosto de 2016).

No que se refere à TV fechada, estima-se que cerca de 4,2 milhões de sinais referentes à pirataria existam atualmente no Brasil.

Esses números ocasionam um prejuízo estimado em R$ 9 bilhões por ano.

No estado de São Paulo, os policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) estão cumprindo o total de 9 mandatos ligados à busca e à apreensão em estabelecimentos destinados à venda de pacotes de serviços de streaming. Desses 9 mandatos, quatro estão sendo cumpridos na capital do estado e somente hoje três pessoas foram presas pela operação 404.

A operação também aconteceu nas cidades de Sorocaba, Rancharia, Botucatu, Catanduva, Marília e na capital, São Paulo. Ao todo, 40 policiais atuaram para cumprir os mandatos e apreenderam notebooks, celulares, armas e computadores.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Tecnologia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!