Nesta última segunda-feira (9), um estudante de 12 anos de idade acabou morrendo após ser atingido pela trave de um gol na cidade de Cristais Paulistas, no interior de São Paulo. A prima da criança, Lidiane Brito Caretta, disse em entrevista ao G1 que nunca pensou que um acidente como este poderia acontecer dentro de uma escola desta forma.

Igor Domeneguetti estava no local para participar de uma atividade de educação física que acontecia na Escola Municipal Amélio de Paula Coelho, localizada no centro da cidade. A criança estava no local participando da atividade quando o objeto acabou caindo em cima dele.

Logo após o acidente, Igor foi levado para a Santa Casa de Franca, cidade vizinha. Contudo, mesmo tendo sido socorrida, a criança acabou não resistindo aos ferimentos e veio a falecer.

Prima comenta caso de jovem morto

A prima deu uma declaração na qual afirmou que, no momento, sente "muita dor e muita surpresa", pois não se espera que isso possa acontecer desta forma com uma criança saudável que ainda está em seu desenvolvimento e ainda por cima estava na escola.

Para ela, é muito triste e dolorido isso ter ocorrido desta forma com o menino, que estava no local apenas para poder participar de uma atividade educacional, e acabou perdendo a sua vida de uma forma tão repentina como essa.

Logo depois do ocorrido, a família de Igor resolveu registrar um boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial de Franca.

A prefeitura da cidade onde o menino sofreu o acidente foi procurada e informou que agora, após todo o ocorrido, vai prestar toda a assistência que for necessária para os familiares de Igor, aos seus colegas de sala e também aos professores da criança.

Depois do acidente sofrido pelo jovem, as aulas da rede municipal de ensino da cidade foram suspensas, e, além do mais, as atividades de formatura que aconteceriam em breve também foram canceladas.

A prefeitura ainda declarou que a cidade se encontra em luto oficial por três dias pela morte de Igor.

O estudante estava cursando o sexto ano do ensino fundamental e, segundo foi reportado pela prima, a turma estava realizando uma atividade esportiva com a professora na quadra da escola quando acidente aconteceu.

Ela aponta que um colega de Igor chutou a bola, que bateu no travessão, o que fez com que a trave caísse direto na cabeça do menino.

Ela conta que a trave bateu na testa e na boca de Igor, que chegou até mesmo a quebrar alguns dentes do menino.

Após a queda, Igor ainda bateu a cabeça no chão da quadra. A direção da escola levou o menino após o acidente para a Unidade de Pronto-Atendimento, mas logo em seguida precisou ser feita a transferência dele para a Santa Casa de Franca, devido ao quadro grave que foi apresentado.

Apesar do socorro ter sido prestado na hora do acidente, o menino acabou morrendo por volta de 12h15 desta segunda-feira (9), com um trauma crânio-encefálico.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!