Na tarde desta última segunda-feira (9) uma Mulher acabou sendo presa após invadir uma sala de audiência no Fórum da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo.

A mulher entrou no local procurando pela juíza, que ela tentou esfaquear logo quando descobriu quem era. O nome da juíza, no entanto, não foi divulgado. Ela também não foi ferida pela invasora, que entrou em posse de uma faca.

Segundo informações da Polícia Civil, a juíza do 3º Tribunal do Júri estava no local se preparando para poder começar uma audiência. No momento, uma advogada que participaria da audiência estaria entrando na sala, e a mulher, que posteriormente foi identificada pela polícia como sendo Rosinea de Alvarenga Brandão, de 55 anos, aproveitou a brecha para poder entrar no local junto da advogada que participaria da audiência.

Ataque inusitado

A juíza relatou que logo que Rosinea entrou na sala, aproveitando da brecha deixada pela advogada, já perguntou em voz alta se ela era a juíza do local.

Logo em seguida, ela respondeu positivamente à pergunta. Foi então que a mulher pegou uma faca que estava com ela, e foi em direção à magistrada com o braço levantado para poder atacá-la.

Ela começou a gritar no momento do ataque. “Você me condenou”, dizia ela repetidas vezes com a faca em uma das mãos.

Ainda sobre o ataque, a juíza revelou para os policiais que enquanto a mulher tentava atacá-la, ela tentou dialogar e fazer com que ela se acalmasse.

Contudo, no mesmo momento os policiais militares que atuam dentro do fórum entraram na sala de audiência onde o ataque acontecia, e conseguiram retirar a faca da mão de Rosinea antes que ela conseguisse atacar a juíza.

Após toda a situação, foi descoberto que Rosinea tem de fato uma condenação que foi feita pelo Tribunal do Júri, de um crime (não revelado pela reportagem do G1, que acompanhou o caso) que foi cometido por ela em 2018, em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

Em setembro deste ano, ela acabou recebendo uma progressão de sua pena, indo para o regime aberto.

No entanto, o Tribunal de Justiça de São Paulo não confirmou que a juíza em questão que havia feito a condenação de Rosinea na época é a mesma que sofreu o ataque que aconteceu na tarde desta segunda-feira.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!