A atriz global, Regina Duarte, que nos áureos tempos de sua carreira tornou-se a eterna ‘namoradinha do Brasil’, está prestes a aceitar o convite do presidente Jair Bolsonaro, para administrar a Secretaria Especial da Cultura. Bolsonaro convidou a atriz na sexta-feira (17), após vacância do cargo com a saída de Roberto Alvim, que na quinta-feira (16), publicou vídeo de expressões nazistas. Bolsonaro já admitiu que pode mudar o ‘status’ da Secretaria para Ministério, atendendo exigência da atriz.O presidente Jair Bolsonaro vem dando tanta importância à presença da atriz na Cadeira, que nesta segunda-feira (20) foi pessoalmente ao Rio de Janeiro convidar Regina Duarte.

Neste dia 20, Regina Duarte, teria aceitado o convite para a Pasta, mas ainda fará uma visita à Brasília para se convencer desta nova experiência. A atriz vem atribuindo como período de “noivado” esses dias que antecedem à sua tomada de decisão definitiva. Regina Duarte afirma sua pretensão de construir uma gestão que possa criar empatia entre a classe artística e o Governo. A global confessou ser apoiadora desse Governo desde sempre e integra a classe artística desde os 14 anos de idade.

Artistas opinam sobre o caso da atriz

A notícia despertou a atenção de vários artistas que se posicionaram sobre o assunto. Entre eles, o cantor Gilberto Gil, que foi ministro da Cultura no Governo Luíz Inácio Lula da Silva.

Gil disse, que Regina Duarte deve olhar para a cultura brasileira como ‘bela figura dela’. Ex-ministra da Cultura no governo Dilma Rouself, Ana de Hollanda se confessou assustada com a falta de posicionamento da atriz global relacionada às declarações do presidente Bolsonaro, entre defesas à censura e declarações homofóbicas.

O cineasta José Padilha não quis comentar a situação, disse apenas, que Regina sabe quem é Bolsonaro.

O Palácio do Planalto informou que a partir desta quarta-feira (22), Regina Duarte fará um período de experiência na Secretaria. A atriz, que segundo a TV Globo, terá de se desincompatibilizar da emissora caso aceite o cargo oferecido por Bolsonaro, publicou texto nas redes sociais, agradecendo o apoio recebido nos últimos dias.

Nota do setor de Comunicação da TV Globo, reproduzida no jornal O Globo dirigida à Regina Duarte, diz: A atriz Regina Duarte tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir suspensão de seu vículo com a emissora, como impõe a nossa política interna de conhecimento de todos os colaboradores.

A queda do ex-secretário, Roberto Alvim, foi provocada por um vídeo gravado por ele, valendo-se de expressões do ministro da Propaganda Nazista, Joseph Goebbels.

Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!