Candidatos que fizeram inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), na madrugada desta terça-feira (21), abertura deste processo, reclamaram da morosidade na conclusão dos procedimentos. O o ministro Abraham Weintraub publicou em seu Twitter dizendo que as inscrições no Sisu estavam funcionando normalmente.

Os concorrentes que prestaram as provas do Exame do Ensino Médio (Enem) 2019 ganharam mais dois dias do Ministério da Educação e Cultura (MEC) para efetuarem suas inscrições no Sisu.

A decisão foi tomada pelo MEC, depois de serem corrigidas imprecisões das notas de aproximadamente 6 mil alunos. Como os demais candidatos, eles dispõe de direitos para usar estes parâmetros para vagas nas universidades públicas do programa. Com isso, todos poderão se inscrever até o próximo domingo, (26), às 23h59min. Antes o encerramento ocorreria nesta sexta-feira, dia 24.

Candidato pode escolher duas vagas

O Sisu está ofertando 237.128 vagas, em 128 instituições brasileiras aos candidatos que prestaram o Enem 2019.

As inscrições devem ser feitas na página do Sisu. Os candidatos não podem ter zerado a prova da Redação. Ao se inscrever o candidato pode optar por duas vagas, informando o período que pretende estudar. Deve também informar se a inscrição refere-se às vagas de ações afirmativas ou àquelas que não estão protegidas por lei, atendendo a parâmetros sociais ou raciais.

Em entrevista coletiva em Brasília, nesta segunda-feira (20), o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, responsável pelas provas do Enem, informou que o problema com as notas do Enem afetou 5.974 concorrentes do processo seletivo.

Segundo Lopes, teriam sido afetados 0,15, do total de 3,9 milhões de candidatos inscritos que participaram das provas nos dia 3 e 10 de novembro do ano passado.

O presidente do Inep explicou também que uma imprecisão na gráfica vinculou provas a gabaritos não correspondentes. Inicialmente as informações eram de que as falhas estavam somente nas correções dos gabaritos do segundo dia de provas, de Ciências da Natureza e Matemática.

Mas, no domingo (19), o Inep informou que dois dias de provas teriam as provas revistas.

Para que não haja transtornos nas próximas edições do Enem, Alexandre Lopes pretende reaver metodologias do controle de qualidade. Lopes admitiu que poderá implementar a digitalização das provas, evitando falhas como estas de 2019.

Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Educação
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!