O biólogo, Vanderson Brito foi um dos selecionados a participar da edição de 2019 do "Big Brother Brasil [VIDEO]. O que poderia ser uma grande oportunidade de mudar de vida acabou se tornando um grande pesadelo, com uma série de acusações – todas arquivadas -, e, agora um ano depois, ele busca na Justiça a reparação dos danos e prejuízos que foram causados.

Tão logo foi anunciada sua seleção para compor a casa, uma ex-namorada lhe acusou de tê-la agredido fisicamente e psicologicamente. Mesmo assim, o acreano ainda seguiu entre os 16 candidatos.

Assim que o programa estreou, foram registrados contra ele outros boletins de ocorrência que o acusavam dentre outros crimes de importunação sexual, abuso e violência doméstica.

Coincidência ou não, o primeiro paredão do programa envolveu todos os 16 candidatos, algo que nunca havia sido feito nas edições anteriores. No entanto, Vanderson foi o segundo participante menos votado da enquete, o que até ali lhe garantiria sobrevida de pelo menos mais uma semana, quando ocorreria mais um processo de eliminação.

Mas não foi o que aconteceu.

Desclassificado do programa

No dia seguinte ao múltiplo paredão, uma delegada da Polícia Civil do Rio de Janeiro foi até os estúdios da Rede Globo entregar uma intimação e colher seu depoimento. Pelas regras, como o biólogo teve contato com o mundo exterior, ele foi desclassificado na atração.

Em entrevista ao Mauricio Stycer, que estava produzindo um documentário sobre o programa, Vanderson disse acreditar que a intenção aquele inédito formato de paredão era lhe tirar da atração.

“O público não quis que eu saísse ainda”, falou.

Ele lembrou ainda que foi sugerido para a delegada que ele recebesse a intimação em um espaço onde não teria contato com o mundo externo, assim como já tinha sido feito em outras edições, mas a delegada não aceitou e ele teve que ter contato com o mundo exterior.

Ao ir na delegacia no dia seguinte, ele foi informado que havia uma acusação de abuso contra ele, mas que o inquérito já estava arquivado.

“Eu saí do BBB por causa de uma acusação que já estava arquivada”, disse.

Ações na Justiça

O biólogo retornou ao Acre, seu estado de origem, onde iniciou seu trabalho de defesa de todas as acusações. Em agosto, por falta de provas, todas as denúncias contra ele foram arquivadas.

Um ano depois de sua traumática saída do reality da Rede Globo, Vanderson busca na Justiça a reparação dos danos que sofreu por conta das acusações. Ao todo, seus advogados entrarão com 19 ações de indenização moral e material.

Roberto Barreto de Almeida e Renato Cruz, advogados que estão cuidando da causa do biólogo, informaram que foram identificados 16 usuários de redes sociais que ofenderam Vanderson ou compartilharam um vídeo de violência falsamente atribuído a ele.

O dono de um canal do You Tube que divulgou este vídeo também será processado.

O Estado do Rio de Janeiro também será acionado em uma ação que visa a delegada de Polícia que fez a intimação. Na visão dos advogados não havia urgência em colher o depoimento do biólogo e poderia ser aguardado fim de sua participação no programa para que isso fosse feito.

Outro alvo da ação dos advogados do biólogo é um veículo de comunicação, cujo nome não foi revelado.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!