Filmagens feitas por uma câmera de segurança revelaram o momento exato em que o carro contendo o corpo de Nélio Rego Lione, um policial militar de 44 anos, foi deixado na Estrada no Sabão, localizada em Guarulhos, São Paulo. O corpo foi abandonado no local já carbonizado e durante o período matutino do último sábado (18).

Na tarde da última quarta-feira (22), a prisão de Nagmar Pinheiro Pereira, também da Polícia Militar, foi decretada pela Justiça em caráter temporário. De acordo com informações do G1, a Corregedoria da PM conseguiu obter de Nagmar uma confissão sobre a morte de Nélio, com quem era casada.

Após a confissão, a policial foi encaminhada para o presídio Romão Gomes, também durante a tarde de quarta-feira.

Também segundo as informações do G1, a confissão da PM ocorreu ainda na última segunda-feira (20). Conforme os dados fornecidos pela polícia, Nagmar afirmou que o crime não foi praticado somente por ela, mas também contou com a participação de uma outra PM. Entretanto, ainda não existem confirmações sobre a prisão dessa outra suspeita até o presente momento.

Por meio das filmagens feitas pelas câmeras de segurança é possível ver um carro do modelo Uno sendo estacionado na rua.

Posteriormente, um Honda Fit chega ao local em que o corpo do policial militar foi encontrado.

Ainda é possível perceber por meio do vídeo citado que uma mulher sai do veículo e caminha até o Uno. Posteriormente, um morador da região chega até o local e estaciona o seu carro próximo ao veículo.

Através da movimentação observada no vídeo citado, é possível perceber que os motoristas dos dois carros acabaram por mudar o seu planejamento para a ocasião e abandonaram o veículo contendo o corpo.

Os dois carros acabam deixando o local usando a mesma via pela qual chegaram até ele. É possível informar ainda que o Uno foi abandonado a poucos metros do local em que os primeiros movimentos foram registrados pelas câmeras de segurança.

Processo corre sob sigilo

De acordo com as informações do Tribunal de Justiça de São Paulo, atualmente, o processo referente ao caso está correndo sob sigilo. Entretanto, o site G1 conseguiu apurar a possível motivação para o assassinato de Nélio e, de acordo com o veículo de comunicação, trata-se de um crime passional, visto que Nagmar supostamente descobriu uma traição do marido.

É possível ainda destacar que o corpo do PM estava no banco traseiro do Uno e foi enrolado em um cobertor. Entretanto, a sua cabeça estava descoberta na ocasião em que foi encontrado. Após a descoberta do cadáver, o Corpo de Bombeiros foi acionado e não percebeu chamas ao chegar até local, visto que alguns moradores da região já haviam conseguido controlá-las. Somente uma parte do veículo foi queimada.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!