A Polícia Civil investiga a morte do ex-prefeito e atual vereador da cidade de Santo Expedito, no interior de São Paulo, Valfrido Cauneto (PP), de 76 anos, e de sua esposa Maria Vanda Bernardelli Cauneto, de 68, ocorrida na madrugada desta quinta-feira (23), os corpos foram encontrados pelo filho do casal, que chegou logo cedo na propriedade rural onde as vítimas viviam.

Segundo o boletim de ocorrência, o homem chegou na casa dos pais por volta das 4h30 da manhã e encontrou o guarda-roupa revirado e os corpos em um dos quartos da propriedade.

De acordo com as primeiras investigações, cada um dos idosos levou um tiro na cabeça e a mulher apresentava ferimento nas costas.

Também foi notado que a porta dos fundos da propriedade estava aberta e sem sinais de arrombamento. No local havia sistema de monitoramento por câmeras, mas a central com as imagens foi levada pelos invasores.

Os corpos do ex-prefeito e da esposa foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Presidente Prudente.

Latrocínio e execução

A polícia trabalha com duas hipóteses para a morte do ex-prefeito de Santo Expedito e sua esposa.

Uma delas é a de latrocínio, roubo seguido de morte, e a outra de execução. “Nós estamos tratando o caso em duas possibilidades”, disse Mateus Nagano da Silva, delegado responsável pelas investigações.

O delegado disse que familiares já foram ouvidos, mas por conta do sítio onde ocorreram os assassinatos ser em um local ermo, ninguém escutou nada, mas as notícias correm pela cidade. “Estamos checando todas as hipóteses”, disse.

O local onde houve o crime foi periciado nesta quinta-feira e foram recolhidas impressões digitais.

Histórico político

Duas vezes prefeito da cidade, nos períodos de 1973 a 1977 e de 1983 a 1988, Valfrido Cauneto cumpria seu sexto mandato de vereador na cidade de pouco mais de três mil habitantes, segundo dados do IBGE de 2016. Nas duas últimas eleições municipais, 2012 e 2016, sua esposa, Maria Vanda Bernardelli Cauneto tentou uma vaga na Câmara Municipal, mas sem sucesso.

Por conta das mortes, a Câmara Municipal da cidade decretou luto oficial de três dias. Já o atual prefeito da cidade, Ivandeci José Cabral (MDB), decretou luto oficial de três dias e ponto facultativo nesta sexta-feira (24).

“Foi um crime de violência extrema. Isso afronta a imagem da cidade”, disse o prefeito da cidade ao comentar o duplo homicídio. O chefe do executivo disse que espera que o crime seja esclarecido o mais rápido possível.

Já o presidente da Câmara Municipal, Sordelino Dias Filho (PV), disse que Valfrido era um vereador participativo nas investigações e bastante atuante. O chefe da Casa disse ainda que prestará todo o apoio possível à família das vítimas.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!