Karina Souto Rocha, de 29, está internada desde o último dia 1º de fevereiro após ser atingida por tiros no rosto, tórax e abdômen, disparados por Baltazar Augusto de Menezes, de 58 anos. De acordo com o portal UOL, Baltazar seria ex-namorado de Karina e não teria aceitado o fim do Relacionamento de pouco mais de quatro anos.

A jovem está internada no Hospital Municipal de Barra do Garças, a 520 quilômetros de Cuiabá, Mato Grosso, e seu estado chegou a ser considerado irreversível pelos médicos. Karina teria apresentado morte cerebral.

Ainda segundo o UOL, no momento que os aparelhos seriam desligados com a autorização da família, a jovem teria mexido as mãos, surpreendendo a todos. Após novos exames, os médicos afirmaram que, apesar de grave, o estado da empresária pode ser reversível. Após cometer o crime, Baltazar de Menezes tirou a própria vida com um disparo na cabeça.

Reversão do quadro

De acordo com o UOL, segundo José Rocha Cardoso, 56 anos, pai de Karina, a jovem chegou ao hospital em estado gravíssimo, e no último dia 3 de fevereiro os médicos constataram sua morte cerebral.

José Cardoso afirmou que os médicos chamaram a família e disseram que o quadro de Karina seria irreversível, e que não poderiam fazer mais nada pela jovem através da medicina. Porém, o pedreiro revelou que ainda sentia esperança: "no meu coração eu sentia que ela não iria morrer".

Segundo o pai da jovem, após a autorização da família para que a equipe desligasse os aparelhos, uma enfermeira entrou no quarto de Karina para realizar o procedimento, porém, percebeu que a empresária havia movimentado uma das mãos.

Ao chamar pelo nome da jovem, ela teria respondido com um movimento na cabeça. De acordo com o pedreiro, a enfermeira teria procurado o médico responsável por sua filha, e logo após, o profissional procurou para contar a notícia que teria atribuído a um milagre. "Isso foi Deus, porque eu não fui e a medicina não alcança esse resultado", teria dito o médico. José Cardoso ainda revelou que toda equipe teria chorado com o acontecimento e reconhecido a melhora do quadro de Karina como um verdadeiro milagre.

Novos exames realizados constataram o retorno da atividade cerebral da jovem, que foi encaminhada à UTI (Unidade de Terapia Intensiva), onde permanece internada.

Relação conturbada com o ex

De acordo com familiares de Karina Souto, a jovem e Baltazar de Menezes viveriam uma relação conturbada há cerca de quatro anos. O homem não assumiria a empresária como sua companheira publicamente, o que teria motivado o término da relação. João Cardoso, pai de Karina, revelou que a filha imaginava que o ex encontraria uma nova pessoa e seguiria em frente. A situação teria ficado mais difícil após Karina começar a se relacionar com outro rapaz.

No dia do crime, Baltazar chegou a tentar uma reconciliação com a jovem, após a negativa, efetuou os disparos contra Karina.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!