A fúria de um touro [VIDEO], solto desde a noite de terça-feira (11), em uma avenida de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, deu muito trabalho a policiais militares e soltados do Corpo de Bombeiros, feriu duas pessoas, uma delas em estado grave, e ainda atacou uma equipe de reportagem.

Tudo começou perto da meia noite de terça, quando populares acionaram os Bombeiros relatando que havia um touro, muito nervoso, próximo ao cruzamento da avenida Gury Marques com a Guicurus. Bastante agitado, ele estava causado transtornos ao trânsito. Os soldados conseguiram conter o bovino e o deixaram amarrado em um poste para aguardar a chegada de uma equipe do Centro de Controle de Zoonoses, que o recolheria pela manhã.

'Touro é valente, bate na gente'

Impaciente, o animal não quis saber da chegada dos servidores públicos e por volta das 5h30, no horário local, conseguiu se soltar do poste, causando mais transtornos os motoristas e pedestres. Uma jovem que passava de moto foi derrubada, machucou uma das pernas e precisou ser encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento.

Novamente os Bombeiros foram acionados, agora contando com o apoio da Polícia Militar. Um homem que passava pelo local, mesmo sendo desencorajado, decidiu encarar a fúria do touro, mas acabou se dando muito mal e está internado em estado grave após ter um dos pulmões perfurados.

Imagens feitas por um telefone celular mostraram o homem encarando o touro, que de repente o ataca, o jogando no chão.

Mesmo com o touro já se afastando, o homem tenta novamente dominar o animal, mas é afastado por policiais.

Touro também não gosta da imprensa

Os novos alvos da fúria taurina foram policiais e uma equipe de reportagem da TV Morena. Primeiro ele foi em direção à equipe onde estava o repórter cinematográfico Domingos Lacerda, que busca abrigo dentro de uma viatura da Polícia Militar.

Já repórter Osvaldo Nóbrega começa a correr em volta da viatura, sempre perseguido pelo animal furioso. Ele dá cabeçadas no veículo e chega a danificar o para-choque do carro. “Em 20 anos de profissão nunca tinha passado por isso”, relatou o repórter Osvaldo Nóbrega.

O touro finalmente se afasta do carro e após cerca de 15 minutos, oito homens, entre policiais e bombeiros, finalmente conseguem dominar o animal, que pesa meia tonelada, e amarrá-lo em uma placa de sinalização até a chegada da equipe da Zoonoses.

Ele foi colocado em uma carretilha e levado para a zoonoses. "Não é uma cena que vemos todo dia, mas tudo pode acontecer", disse o promotor de vendas Oséias Correia da Silva.

O dono do animal ainda não havia sido localizado e se ele não for buscar o animal no período de três meses, o touro será encaminhado para adoção.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Animais
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!