Um grave acidente ocorrido na manhã desta sexta-feira (13), na rodovia Raposo Tavares, envolvendo 16 veículos deixou quatro pessoas mortas e mais de 50 feridas, algumas com gravidade. O Acidente ocorreu por volta das 5 da manhã no quilômetro 98, na altura de Sorocaba, no interior de São Paulo, na pista expressa sentido capital. Um longo congestionamento de seis quilômetros se formou e o trânsito teve que ser desviado para a pista marginal.

Ao acidente envolveu caminhões, ônibus, carros e uma van.

Este último veículo ficou prensado entre um ônibus e um caminhão e as duas únicas pessoas que estavam nesta van morreram. As outras duas vítimas eram motoristas de caminhões envolvidos na batida.

De acordo com informações passadas pelo Corpo de Bombeiros, 47 pessoas ficaram feridas, sendo duas delas em estado grave. Quadro deles foram encaminhados ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS).

Até o início da tarde a pista seguia interditada para a limpeza do asfalto e a remoção dos veículos envolvidos no acidente.

Motoristas que diminuíam a velocidade para fotografar o acidente estavam sendo multados, mas isso não impediu que mais tarde pelo menos outros dois acidentes menos graves fossem registrados no trecho.

A dinâmica do acidente

De acordo com informações passadas pelo Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu de madrugada, quando ainda por motivos a serem apurados, um caminhão reduziu sua velocidade. Outro caminhão que vinha logo atrás não conseguiu frear a tempo e atingiu a traseira do primeiro.

Com a batida, a carga de cimento de um deles acabou caindo na pista.

Na sequencia ainda bateram outros veículos, sendo que a van ficou prensada entre um ônibus e um caminhão. O motorista que estava na direção de um caminhão carregado de hortifrúti e outro de um caminhão carregado de batatas, não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

Testemunhas relataram que um homem que estava em um Fiat Mobi envolvido no acidente ao ver que seria atingido por outro caminhão, deixou o veículo e se jogou da pista, porém ele acabou caindo do viaduto em uma pista que passa embaixo da rodovia.

Ele oi socorrido com cinco fraturas.

Vans envolvidas

A empresa a qual pertencia a van que ficou prensada entre dois veículos disse que o motorista trabalhava a um ano para a transportador e que está prestando assistência à família. Ele era casado e tinha uma filha.

A outra van envolvida no engavetamento prestava serviço para a Prefeitura de Itapeva e transportava pacientes para consulta médica na capital. De acordo com a prefeitura, nenhum dos ocupantes ficou ferido com gravidade. Outra van da empresa foi buscar os pacientes que ficaram na estrada.

Não perca a nossa página no Facebook!