Um homem foi resgatado com vida em meio a escombros após um deslizamento de terra, ocorrido na madrugada desta terça-feira (3), no Morro da Barreira do João Guarda, em Guarujá, na Baixada Santista. [VIDEO]Além deles, outras duas pessoas conseguiram ser resgatadas vivas.

O rapaz estava em uma casa da rua Uruguai, que foi completamente destruída após o deslizamento. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o trabalho de pessoas tentando tirar as vítimas em meio ao entulho e a lama.

Em determinado momento da gravação, os moradores discutem a melhor forma de retirar a vítima quando outra pessoa é avistada.

"Estou vendo o pé dela aqui", avisa um dos voluntários. Um bebê e uma mulher também foram salvos e todos eles passam bem.

Mulher usa marreta para salvar ex-marido

Um homem foi salvo por sua ex-mulher após a casa onde eles estavam desabar parcialmente por conta dos temporais no Morro do Tetéu, em Santos. Usando uma marreta ela conseguiu quebrar uma parede e resgatar o homem dos escombros.

Daniele Cristina Wegner disse que estava em casa com o filho de nove anos quando escutou um forte barulho e notou que parte do imóvel estava desabando.

O home estava ao lado da casa.

Após deixar o filho em um local seguro ela foi saber o que havia acontecido com o ex-companheiro. Após chamar algumas vezes, o homem finalmente responde e ela pediu para que ele batesse na parede para saber sua localização. Após pedir ajuda para vizinhos, um deles apareceu com uma marreta, então eles arrebentaram a parede e conseguiram fazer o resgate.

De acordo com Daniele, um guarda-roupa escorreu da parede e ficou sobre ele, impedindo que o homem descesse morro abaixo.

Ela disse que o ex-marido está bem, mas ficou em estado de choque.

Número de mortos chega a 24

No final da tarde desta quarta-feira (4), foi atualizado o número de vítimas provocadas pelos temporais na Baixada Santista e o número de mortos chegou a 24, incluindo dois bombeiros que foram soterrados durante o resgate de uma mulher e uma criança no local conhecido como Morro do Macaco Molhado, em Guarujá.

Outras 25 pessoas seguem desaparecidas.

Das vítimas fatais, 19 são de Guarujá, cidade onde choveu em 24 horas mais do que o esperado para todo o mês de março. Em Santos são três mortes confirmadas e em São Vicente outras duas.

As chuvas também provocaram alagamentos em vários pontos, queda de barreiras em rodovias e afetou o fornecimento de água, telefone energia elétrica, além de provocar o fechamento de escolas e serviços públicos. Somente em Guarujá, de acordo com a Defesa Civil, 155 pessoas ficaram desabrigadas. Em Santos são 37 os desabrigados e outros seis em São Vicente.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!