Um bebê de apenas quatro dias de vida morreu na última terça-feira (7), em Natal, após ser diagnosticado com o novo coronavírus. A informação da morte do recém-nascido foi confirmada nesta quarta-feira (8), pela Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Com a morte do bebê, a capital potiguar registra a terceira morte por coronavírus, e o Rio Grande do Norte atinge a marca de 11 vítimas da doença.

Através de uma nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Natal informou que o parto do recém-nascido aconteceu no dia 2 de abril, mas logo em seguida eles corrigiram a informação dizendo que, na verdade, o bebê nasceu na madrugada da sexta-feira (3).

De acordo com os profissionais de Saúde, a COVID-19 se desenvolve mais gravemente em pessoas com mais de 60 anos, ou que sofrem com doenças respiratórias e cardíacas. No entanto, desde que teve início a pandemia, o Brasil já registrou a morte de dois bebês vítimas da doença. Além do recém-nascido, na última terça-feira (7), a Secretaria Estadual de Saúde do Ceará confirmou o óbito de um bebê de três meses.

Ainda segundo informações passadas pela Secretaria Municipal de Saúde de Natal, no dia 3 de abril, o bebê nasceu prematuro com 30 semanas de gestação, e logo após o nascimento começou a apresentar um quadro de insuficiência respiratória, tendo que ser encaminhado para a UTI neonatal. Contudo, a pasta não especificou se o bebê já nasceu com o problema respiratório, ou se o mesmo foi desenvolvido em resultado da COVID-19.

Mãe está isolada em casa

Ao dar entrada na maternidade, o que ocorreu no dia 2 de abril, segundo a SMS, a mãe do bebê apresentava um quadro de hipertensão, obesidade, diabetes e síndrome respiratória. Depois disso, a mãe chegou a realizar teste para saber se está infectada pelo novo coronavírus, mas ainda aguarda o resultado do Laboratório Central de Saúde Pública, o LACEN.

Atualmente, ela segue em isolamento domiciliar.

Contaminação do recém-nascido é investigada

Após a morte do recém-nascido por coronavírus, a secretaria de Saúde esclareceu que ainda está sendo investigada como ocorreu a contaminação do bebê. “Ainda está em investigação”, disse Petrônio Spinelli, secretário adjunto da Sesap. Segundo Spinelli, por mais que o bebê tenha testado positivo para COVID-19, ainda não se sabe ao certo se sua infecção ocorreu após o nascimento.

“Precisa de um aprofundamento da investigação”, disse o secretário.

Bebê testa positivo para COVID-19

Na última quarta-feira (8), foi confirmada mais uma recém-nascida com o novo coronavírus, dessa vez na Bahia. A bebê foi submetida ao teste depois que a mãe, de 28 anos, morreu decorrente da doença. Atualmente, segundo informações do pai da bebê, a mesma segue em isolamento e não apresenta sintomas da COVID-19.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!