Nesta terça-feira (14) o governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), foi à público para afirmar que foi contaminado com o novo coronavírus. O político afirmou que, mesmo com a doença, irá continuar com sua rotina de trabalho, alertando ainda a população sobre os perigos que rondam a contaminação, pedindo, mais uma vez, que todos possam ficar em suas residências.

Wilson Witzel, no comunicado, disse que desde a sexta-feira não estava se sentindo bem, pedindo para que os exames do vírus pudessem ser realizados e tendo o resultado positivo. De acordo com ele, os sintomas que sentiu foi a perda de olfato, febre e dor de garganta.

O governador ainda deu Graças a Deus que estava se sentindo bem, podendo continuar com seu trabalho dentro do Palácio Laranjeiras, mantendo, claro, as recomendações e as restrições que são impostas pelos médicos. Ele ainda disse ter a certeza que conseguirá superar mais esta dificuldade. Continuando, Wilson disse que a população poderá contar com sua ajuda, pois continuará com seu trabalho normalmente. O político ainda ressaltou que a doença não escolhe ninguém, tendo um contágio de forma rápida.

Medidas de restrição no Rio de Janeiro

Nesta segunda-feira (13), Wilson Witzel havia prorrogado a quarentena no estado até o próximo dia 30, impondo medidas que restringiam a circulação de pessoas ao redor de todo o estado do Rio de Janeiro.

O decreto emitido pelo mesmo se trata de uma política para o enfrentamento da pandemia que vem rodeando diversos países ao redor do Globo.

No Rio de Janeiro, é decretado o fechamento das escolas públicas e privadas, bem como as instituições de ensino superior e as creches que fazem parte do estado. O governador ainda expôs que, no momento, continua com a proibição de shows, eventos esportivos e quaisquer outros eventos que possam gerar uma grande aglomeração de pessoas em um espaço.

Lugares como academia, cinemas, teatros, dentre outros devem permanecer fechados no estado do Rio de Janeiro. Os demais comércios, no entanto, estão autorizados para fazer atendimentos nos domicílios, esquema denominado como “delivery”.

Autoridades com o coronavírus

Além do governador do Rio de Janeiro, outras autoridades também foram a público para dizer que foram contaminados com o novo coronavírus.

Entre eles, estão diversos secretários do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella.

Dentre alguns dos infectados, estão Washigton Reis, prefeito da cidade de Duque de Caxias, Beatriz Bush, secretária municipal de Saúde, Adolfo Konder, secretário municipal de Cultura, Waguinho, prefeito de Belford Roxo, dentre outros.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!