Nesta terça-feira (14), o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, usou as redes sociais para anunciar que testou positivo para o novo coronavírus. De acordo com o site G1, o político do PSC publicou um vídeo em seus perfis sociais comunicando que não vinha se sentindo bem desde a última sexta-feira (10), e que, por esta razão, teria solicitado a realização do teste para COVID-19, que acabou restando positivo. Witzel falou sobre os sintomas que teria sentido: "Tive febre, dor de garganta, perda de olfato e, graças a Deus, estou me sentindo bem". O governador afirmou que continuará com suas atividades do Palácio das Laranjeiras, sua residência oficial durante o mandato, mas enfatizou que seguirá com as "restrições" e "recomendações médicas".

O governador do Rio de Janeiro voltou a enfatizar a importância do isolamento social como meio de frear a propagação do vírus.

Witzel prorroga medidas de restrição no RJ

De acordo com o site UOL, na última segunda-feira (13), Wilson Witzel prorrogou até o próximo dia 30, as medidas de restrição limitam a circulação de pessoas por todo o estado do Rio de Janeiro. O decreto faz parte das medidas de enfrentamento à pandemia causada pela COVID-19. Segue imposto o fechamento de escolas públicas e privadas, creches e instituições de ensino superior, bem como a proibição de realização de eventos que concentrem aglomeração de pessoas. Cinemas, teatros, shopping centers e academia de ginásticas também deverão permanecer fechados. Os demais serviços de comércio estão autorizados apenas pelo esquema de entrega em domicílio.

Além de Wilson Witzel, outras autoridades do Rio de Janeiro se encontram acometidos pelo novo coronavírus. Autoridades do estado e diversos municípios do Grande Rio anunciaram estarem infectados pelo vírus, entre elas, alguns secretários do prefeito Marcelo Crivella. Crivella testou negativo para a COVID-19. Algumas autoridades que contraíram o vírus são: Washington Reis, prefeito de Duque de Caxias, Waguinho, prefeito de Belford Roxo, Beatriz Busch, secretária municipal de Saúde, Adolfo Konder, secretário municipal de Cultura, entre outros.

Números da COVID-19

Segundo o site G1, no último balanço realizado pelas secretarias estaduais de Saúde nesta terça-feira (14),1.532 mortes, eram 1.328 na segunda, aumento de 15%, e 25.262 casos confirmados, eram 23.430 na segunda, aumento de 8%. Os estados com mais mortes confirmadas seguem sendo São Paulo e Rio de Janeiro.

Ainda de acordo com o site G1, em apenas 7 dias, o número de mortos no Brasil subiu mais de 90%. As medidas de isolamento social seguem sendo recomendadas por especialistas como um dos principais meios de diminuir mortes e contágio.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!