O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), alertou nesta quarta-feira (6), durante coletiva de Imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que com 114.715 casos confirmados, o Brasil corre o risco de se tornar o novo epicentro mundial do coronavírus. A constatação, segundo o chefe do Executivo, é do Comitê de Saúde, de São Paulo. O governador acrescentou que a doença já está se alastrando pelo Litoral e cidades no Interior do Estado de São Paulo. Doria acrescentou também que a Capital e a Região Metropolitana, com 37.853 infectados e 3045 mortes, continuam sendo apontadas como o epicentro do coronavírus no País.

Sem citar nomes, João Doria criticou manifestações políticas, em momento que ele entende ser inadequado. Segundo o dirigente do maior Estado do País, não é hora para se falar em política, partidos políticos, mas sim de combater esse vírus terrível, protegendo vidas. O dirigente destacou também que a Covid-19, mata a todos, e não escolhe Cep, cor ou partido político. Ainda nesta oportunidade, o dirigente criticou pessoas de pensamentos contrários à manutenção do isolamento social, que só contribuem para aumentar a falta de leitos nos hospitais, levando o sistema de saúde ao colapso.

Doria lança Poupatempo Digital

Parabenizando o ministro da Saúde, Nelson Teich, pela visita a Manaus, acompanhando a grave situação da saúde local, o governador de São Paulo informou novos serviços aos cidadãos sem sair de suas casas neste momento de pandemia do coronavírus.

Para acessá-los basta instalar os aplicativos Google play ou App Stores no celular. Pessoas idosas e em situação de rua também foram contempladas neste rol de serviços.

Doria lançou o Poupatempo Digital, com cerca de 60 serviços online, permitindo emissão de Carteira de Trabalho, segunda via da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e encaminhamentos do seguro-desemprego.

A Secretaria da Segurança Pública, em conjunto com o Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras), dará apoio na emissão de documentos de identidade, favorecendo acesso ao auxílio emergencial do Governo Federal. Algumas informações podem ser obtidas neste contato (11) 3311-3202.

Doria informou ainda que a partir desta quinta-feira 7, será decretado luto oficial em São Paulo, enquanto durar a epidemia de Covid-19 no Brasil.

Com este ato, João Doria quer manifestar solidariedade aos familiares e amigos das 3.045 vítimas de Covid-19, que morreram até esta quarta-feira (6) no Estado. Com isso, todas as repartições públicas e escolas estaduais deverão manter bandeiras hasteadas a meio mastro.

Nessa coletiva de imprensa, João Doria esteve acompanhado de secretários como os de Saúde do Estado, José Henrique Germann; Desenvolvimento Econômico Ciência e Tecnologia, Patrícia Helen; Desenvolvimento Social, Célia Parten e o infectologista, coordenador do Centro de Contingência do coronavírus, David Uip.

Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!