A polícia investiga o assassinato de uma Mulher de 34 anos ocorrido na tarde desta terça-feira (12), no distrito Pedra Branca, uma área rural de Chapadão do Sul, em Mato Grosso do Sul.

Amanda Souza Barbosa estava na cozinha externa de sua casa quando foi alvejada por três disparos de arma de fogo. A hipótese de latrocínio, roubo seguido de morte, não foi levantada, uma vez que nada foi levado da casa.

O marido de Amanda foi quem a encontrou caída na cozinha, ao retornar do trabalho. Ele ainda tentou reanimá-la e pediu ajuda, mas a mulher não resistiu aos ferimentos.

As câmeras de segurança também não registraram a presença do atirador, o que indica que os disparos tenham sido feitos de longa distância.

Familiares acreditam que a vítima estava sendo seguida. Ela havia passado o final de semana na casa de familiares e havia voltado para o local poucas horas antes de ser morta. “O sentimento é de angústia, de dor, de incredulidade”, disse Ângelo Kunh, irmão da vítima.

Pequenos roubos estariam ocorrendo na região, e não é afastada a hipótese de que o atirador seja um dos criminosos que estavam acampados na região para cometer crimes e assaltar moradores. A região é uma pequena vila com várias chácaras, com uma distância de 50 metros entre elas. Recentemente, testemunhas relataram terem ouvido disparos.

A Polícia não revelou detalhes do caso para não atrapalhar as investigações.

Baleada pelo ex-marido segue internada

Baleada pelo ex-marido nesta segunda-feira (11), Roseli Costa Soares, de 28 anos, foi submetida a uma cirurgia na manhã desta quarta-feira (13), na Santa Casa de Campo Grande.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da instituição, seu estado de saúde é considerado estável. Na noite de terça, ela já havia passado por um procedimento preliminar.

Roseli foi vítima de uma tentativa de feminicídio cometida pelo ex-marido, identificado como Weber Barcelos da Silveira, de 36 anos. O empresário, conhecido como Boy da Retífica, também atirou contra a ex-sogra, que morreu no local, e se matou logo em seguida com um tiro na cabeça.

O crime foi cometido na presença do filho de 11 anos, que correu até um batalhão da PM, que fica nas proximidades, para pedir ajuda.

O ex-sogro de Weber estava na varanda da casa no momento em que ele chegou em um Fiat Palio e questionou se a ex-mulher estava em casa. Após a confirmação de que ela estava lá, ele entrou e já começou a disparar contra as vítimas.

O pai de Roseli deu a volta por fora da casa e foi até os fundos, quando se deparou com o empresário tirando a própria vida.

Testemunhas relataram que o empresário não se conformava com o fim do relacionamento com Roseli e teria cometido o crime por ciúmes.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!