A pandemia do novo coronavírus no Brasil teve início em 26 de fevereiro de 2020, depois de ser confirmado que um homem de 61 anos estava infectado com a doença. Os primeiros casos surgiram no estado de São Paulo, onde até o momento continua sendo o epicentro da doença.

Por esse motivo, os últimos meses têm sido caóticos e uma corrida contra o tempo para salvar vidas e evitar a proliferação da doença em massa por todo país, infortúnio esse que tem feito estados e municípios brasileiros criarem medidas de proteção que sejam eficazes para evitar o contágio.

Uso obrigatório de máscaras

Em relação a isso, o vereador José Carlos (PSD) protocolou na Câmara Municipal de Muriaé um projeto de lei que torna obrigatório o uso de máscara de proteção em toda a cidade.

Segundo o projeto, quem não obedecer a regra será advertido verbalmente ou por escrito. Caso volte a desrespeitar a ordem, o cidadão poderá ser multado. Ainda no projeto há uma determinação de que a prefeitura se responsabilize de oferecer máscaras à população carente.

Outro projeto de lei do vereador José Carlos estabelece que a prefeitura de Muriaé afixe placas na Via Saúde para lembrar a todos da importância de estarem usando máscaras de proteção.

A ideia propõe placas com frases como “Caminhe, faz bem à saúde, mas use máscara”. Além disso, o projeto também estabelece que seja instalado um stand ofertando máscaras e álcool em gel. Segundo o vereador, o projeto tem custo baixo para o município, mas trará grandes benefícios para a população.

Segundo Boletim Epidemiológico dessa quinta-feira (28), a cidade de Muriaé já possui 160 casos confirmados de covid-19, 9 vítimas fatais e 56 pessoas curadas da doença.

A disseminação do vírus tem preocupado a todos, que tentam de alguma forma evitar o contágio e criar ideias para que a proliferação da doença diminua. Recentemente, os comércios foram reabertos na cidade seguindo as orientações exigidas pelo Ministério a Saúde, porém a situação não deixa de ser preocupante, e a população continua com o isolamento social.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!